08 de janeiro, de 2022 | 10:00

Jaílson deixa o Cruzeiro sem ao menos entrar em campo

César Greco
Goleiro não aceitou redução salarial proposta pelos novos gestoresGoleiro não aceitou redução salarial proposta pelos novos gestores

Depois da saída conturbada de Fábio, o Cruzeiro também ficará sem outro goleiro: Jaílson. Contratado em 13 de dezembro do ano passado, num vínculo que duraria um ano, o arqueiro de 40 anos e a nova gestão do clube não entraram em um acordo para a sequência dos trabalhos.

Jaílson chegou ainda na gestão Sérgio Santos Rodrigues e, menos de um mês depois, a Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do clube foi adquirida por Ronaldo, que está trabalhando para reduzir custos, o que incluiria um corte no salário previamente acordado com Jaílson. O experiente goleiro não aceitou o acordo e deve deixar o time.

O atleta fez 104 partidas pelo Palmeiras e conquistou sete títulos: Copas do Brasil de 2015 e 2020, Campeonatos Brasileiros de 2016 e 2018, as Libertadores de 2020 e 2021, além do Paulistão de 2021.

Como opções para a vaga de Fábio e de Jaílson, o Cruzeiro conta com Lucas França e trabalha para contratar Vinícius Silvestre, do Palmeiras.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário