06 de janeiro, de 2022 | 13:34

Casos de gripe aumentam em Ipatinga

Informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Ipatinga
Divulgação
Se estiver com os sintomas gripais, cidadão deve buscar primeiro as Unidades Básicas de Saúde de referênciaSe estiver com os sintomas gripais, cidadão deve buscar primeiro as Unidades Básicas de Saúde de referência


A Secretaria de Saúde de Ipatinga informa que constatou nas últimas semanas, assim como todo o Brasil, um grande crescimento de casos de pessoas com sintomas de síndrome gripal, o que tem causado aumento das filas e demora no atendimento nas unidades de emergências.

Diante dessa realidade, a Secretaria Municipal de Saúde destaca que está reorganizando os atendimentos e as atividades na rede de assistência, a fim de garantir o melhor atendimento e reduzir o tempo de espera, no entanto, a prefeitura conta com a colaboração e paciência dos pacientes e acompanhantes.

De acordo com a Secretaria de Saúde, mesmo com o aumento na procura pelas unidades, os atendimentos têm sido realizados e todos os pacientes devidamente assistidos pelos profissionais de Saúde que atuam em escala de plantão 100% completa em todos os equipamentos.

“Estamos trabalhando incansavelmente para atender todas as demandas. A escala de plantões está completa e desde novembro não faltam médicos no município. Em casos de afastamento por doença, os profissionais estão sendo substituídos para que a população não seja prejudicada no atendimento”, explica o secretário de Saúde, Cleber de Faria.

Ainda segundo a pasta, a orientação é que a população recorra primeiramente às Unidades Básicas de Saúde de referência, e somente em casos mais graves busque atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e no Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM).

Para evitar a superlotação ou congestionamento e assim garantir a eficiência nos atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS), as pessoas devem ficar atentas aos sintomas e procurar atendimento médico em casos de agravamento.

Sintomas

Os sintomas da síndrome gripal são bem parecidos com os da covid-19, como febre, dor de garganta, tosse, coriza e indisposição. A recomendação é que a pessoa adulta sem fatores de risco e sem sinais de gravidade fique em repouso e tome bastante líquido. Já grávidas, bebês, idosos, pessoas com doenças cardíacas ou pulmonares, imunossuprimidos, doenças renais crônicas, hepatopatias, obesidade, buscar atendimento quando sentir, cansaço extremo, falta de ar, febre persistente por mais de três dias.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Usuário

07 de janeiro, 2022 | 06:22

“? uma mentira se é isso que disseram, pois ontem mesmo estive no posto de saúde do bairro Vila Militar, assim como eu outras pessoas se locomoveram até o posto de saúde sem aguentar NÃO TEM MÉDICOS , CHEGA DE BALELA!”

Envie seu Comentário