06 de janeiro, de 2022 | 13:30

Quase cinco mil pessoas privadas de liberdade farão o Enem em Minas Gerais

Informações da assessoria de comunicação da Sejusp
Divulgação Ascom-Sejusp
Os candidatos dos sistemas prisional e socioeducativo buscam uma vaga nas universidades no próximo fim de semanaOs candidatos dos sistemas prisional e socioeducativo buscam uma vaga nas universidades no próximo fim de semana


Uma formação no ensino superior pode abrir portas para novas oportunidades de vida. Por isso, 4.981 pessoas que cumprem sentenças judiciais em Minas Gerais com restrição de liberdade, nos sistemas prisional e socioeducativo – responsável pelo acautelamento de jovens em conflito com a lei - se inscreveram no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL).

Os candidatos que finalizaram o ensino médio poderão utilizar o desempenho no certame como instrumento de acesso à educação superior. Os testes serão aplicados nos próximos domingos (9 e 16), nas unidades prisionais e socioeducativas administradas pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), informa o governo do Estado.

A prova

Neste domingo (9), primeiro dia do Enem PPL, os candidatos farão as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias. No domingo seguinte, será a vez dos participantes testarem os conhecimentos em Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

As inscrições no Enem PPL foram feitas via internet pelos responsáveis pedagógicos de cada unidade dos sistemas prisional e socioeducativo. Esses técnicos são responsáveis também por conferir os resultados, comunicá-los aos candidatos e encaminhá-los ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a outros programas de acesso à educação superior. O nível de dificuldade do Enem PPL é o mesmo do Enem tradicional.

Graduação

Atualmente, 316 detentos já realizaram o sonho da graduação e cursam o ensino superior de dentro do sistema prisional mineiro. Das 171 unidades participantes no estado, a Penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, tem o maior número de inscritos, um total de 215.

Já no Sistema Socioeducativo de Minas, administrado pela Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (Suase), das 14 unidades participantes, o Centro Socioeducativo de Unaí apresentou o maior número de inscritos: 29 jovens, de um total de 98 inscrições no estado. Vale destacar que apenas os candidatos que ainda cumprirem medida de privação de liberdade nas unidades, na data da prova, poderão participar do ENEM PPL, que ocorrerá intramuros.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário