05 de janeiro, de 2022 | 14:38

Trecho da avenida Acesita será interditado na próxima segunda-feira

Informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Timóteo
Divulgação
Interdição está programada para execução de serviços de infraestrutura no localInterdição está programada para execução de serviços de infraestrutura no local


A partir da próxima segunda-feira (10), um trecho de aproximadamente dez metros da avenida Acesita, próximo ao trevo do bairro Olaria em direção aos bairros Quitandinha e Santa Maria, será interditado para a realização de serviços de infraestrutura, haja vista que o local registra uma pequena depressão. A informação foi divulgada pela administração timoteense.

As intervenções preveem a execução de serviços técnicos de infraestrutura, terraplanagem, compactação e asfaltamento da via, visando solucionar o problema existente no bueiro duplo celular em concreto armado. A obra, no valor de R$ 320.824,00, está a cargo da Construtora Andrade e Teixeira (PG 365/2021). O prazo para a execução dos serviços é de dois meses.

Em virtude da obra, o fluxo de veículos será interditado e com isso os motoristas que se deslocarem em direção aos bairros mencionados, bem como à Regional Leste e para Coronel Fabriciano, devem convergir à direita na rua Maria Rodrigues de Carvalho, no semáforo da Praça do Olaria, e em seguida virar à esquerda na rua Maria da Cunha Ramos. Em função dessa obra, a administração municipal pede cautela e atenção redobrada aos motoristas que por ventura tenham que se deslocar por aquela região da cidade.

Entenda

O problema no local é antigo e já havia passado por reparos. No início de 2016, as duas pistas da avenida Acesita, no bairro Olaria, foram interditadas pela administração da época por causa de uma cratera que se abriu em função de problemas estruturais na galeria, localizada a 15 metros de profundidade.

Segundo constatado na ocasião, existia uma antiga galeria sob a via repleta de rachaduras e que não suportava mais dar vazão a toda água acumulada nos períodos de chuva na cidade. Após a escavação e remoção de terra, o governo da época fez a compactação do terreno, mudou a antiga ciclovia, que ficava no canteiro central, e instalou uma pequena rotatória no local. Entretanto, com a passagem do tempo e devido à novas infiltrações, a pista começou a ceder causando um desnível em uma das mãos de direção, exatamente a que será interditada a partir do dia 10.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário