23 de novembro, de 2021 | 05:49

Arquimedes Borges lançou movimento para escutar e conscientizar moradores do Noroeste de Minas

Divulgação
Arquimedes Borges ainda acredita no poder de transformação da política. Aos 71 anos, ele, que é uma das lideranças mais ativas em sua cidade, Paracatu (MG), lançou o projeto “Encontros com o Noroeste”Arquimedes Borges ainda acredita no poder de transformação da política. Aos 71 anos, ele, que é uma das lideranças mais ativas em sua cidade, Paracatu (MG), lançou o projeto “Encontros com o Noroeste”

Arquimedes Borges ainda acredita no poder de transformação da política. Aos 71 anos, ele, que é uma das lideranças mais ativas em sua cidade, Paracatu (MG), lançou o projeto “Encontros com o Noroeste” – em referência à região de Minas Gerais. “A proposta é, por meio da ação, escutar moradores e líderes comunitários do Noroeste para encontrarmos soluções e resolver problemas antigos do Noroeste de Minas”, afirma o economista e empresário.

Arquimedes Borges foi eleito, por duas vezes, prefeito de Paracatu. Além disso, foi presidente da Cooperativa Agro Pecuária do Vale do Paracatu (Coopervap) por 11 anos. Hoje, é uma das figuras que mais destaca os potenciais da região. Segundo ele, “o Noroeste produz muito para Minas. Mas, só recebe migalhas de volta”. Como exemplo, cita, o local é um dos líderes na produção grãos, sementes e algodão e, ainda, de leite e criação de gado de corte: uma forte participação no agronegócio brasileiro.

Arquimedes Borges: “O Noroeste precisa eleger pessoas que vivam a região”



Como solução para esta baixa retribuição a tudo aquilo que a região oferece ao estado, Arquimedes propõe uma mudança de postura dos eleitores em 2022. O objetivo é eleger alguém “forte”, que represente de fato o Noroeste mineiro. “O Noroeste precisa eleger pessoas que vivam a região. Pessoas que se interessem de verdade pelas nossas cidades. Precisamos eleger quem conhece nossa gente e todo o potencial da região. E, para isso, o eleitor precisa estar atento”, afirma Arquimedes.

E o economista diz ainda: “é difícil entender a cabeça do eleitor. Mas, levar essa palavra de conscientização, de voto consciente é extremamente necessário. Para isso ocorrer, as pessoas precisam olhar para além de problemas pontuais e saberem, de fato, sobre tudo o que os cerca e os impede de ter acesso à educação, segurança, saneamento e etc. É preciso informar ao cidadão sobre o todo. E é este o espaço que o projeto ‘Encontros com o Noroeste’ busca preencher”, diz Arquimedes Borges.

A meta de fazer o eleitor entender que o eleito precisa ter interesse em ver a região prosperar

Uma das primeiras perguntas que o empresário e economista faz à população é: “você se lembra do deputado federal em quem votou na eleição passada?”.

Em seguida, dá a resposta: “poucos guardaram o nome e as promessas de cada um dos candidatos eleitos. E isso acontece porque, muitas vezes, eles não são do Noroeste mineiro”. Para Arquimedes, reverter este cenário começa, portanto, com a meta de fazer o eleitor entender que o eleito precisa ter interesse em ver a região prosperar.

Nas redes sociais, o economista e empresário publica diversos artigos sobre os potenciais da região Noroeste.

Além disso, é também por via digital que Arquimedes divulga as regiões do Noroeste mineiro que ainda visitará no contexto do movimento “Encontros com o Noroeste”. A ação propõe rodas de conversa nas 19 cidades do Noroeste, incluindo moradores e líderes comunitários. “O objetivo é unir forças nesse movimento que, para mim, é uma causa. A causa dos noroestinos de Minas”, explica.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário