18 de novembro, de 2021 | 16:59

Paulo Betti é atração no Teatro do Centro Cultural Usiminas

Mauro Kury/Divulgação
O espetáculo é aclamado pela crítica: produção requintada de cenografia, trilha sonora, linguagem e projeçõesO espetáculo é aclamado pela crítica: produção requintada de cenografia, trilha sonora, linguagem e projeções

A emoção e a diversão sobem ao palco do teatro do Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga, acompanhando a autêntica, versátil e inédita expressão artística do ator Paulo Betti, protagonista de seu próprio espetáculo "Autobiografia Autorizada". O monólogo, que será apresentado nesta sexta-feira (19) e sábado (20), é uma irresistível viagem no tempo através das memórias e registros de toda uma vida aflorada pela sensibilidade e pelo potencial criativo.

O personagem icônico da arte performática surpreende e encanta o público representando a própria história, reconstruída em detalhes peculiares por meio de textos, anotações, colagens e artigos redigidos para o jornal de Sorocaba, cidade paulista onde foi criado. "Minha fixação pela memória da infância e adolescência, passada num ambiente inóspito e ao mesmo tempo poético, talvez mereça ser compartilhada no intuito de provocar emoção, riso, entretenimento e entendimento", sublinha Betti.

Com o olhar no passado, o ator se mantém com vitalidade na vanguarda da dramaturgia, dando voz a uma trajetória de vida pitoresca e criando uma atmosfera de cumplicidade com o público, revelada em nuances da trama por elementos indispensáveis de conexão, como a cenografia, a trilha sonora, o figurino, a iluminação, a linguagem e as projeções. Aplausos são garantidos para a originalidade inerente ao pluralismo artístico do ator e autor, que divide a direção do monólogo com Rafael Ponzi.

Poético e intimista
Mauro Kury/Divulgação
Paulo Betti em ação: versatilidade e emoção afloradaPaulo Betti em ação: versatilidade e emoção aflorada


Além da autointerpretação singular, que coroa as mais de quatro décadas de pleno domínio técnico das artes cênicas, Paulo Betti representa, com brilhantismo, os pais, os avós e outros personagens marcantes, provocando estímulos sensoriais de percepção, imaginação, vivências e sentimentos do público. O enredo retrata o flashback à vida rural no interior de São Paulo, permeando a história da imigração italiana no Brasil e a trajetória do ator rumo ao universo cultural e artístico.

A origem humilde é o pano de fundo da peça autobiográfica que combina humor, poesia e drama, na intimista interação com o espectador. O pai esquizofrênico, a mãe, uma camponesa analfabeta, e o avô, um imigrante italiano, são personificados na interpretação impecável do ator. Betti figura como o temporão dos 15 filhos, com dez anos de diferença para o irmão mais novo, e o único alfabetizado. Essa condição define a importância do ensino público defendida em cena.

Sucesso e pioneirismo

O espetáculo, que integra a programação do “Projeto Mostra de Teatro de Ipatinga”, com patrocínio da Usiminas por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, é aclamado pela crítica. Concorreu ao Prêmio Shell na categoria "Autor" e foi finalista do Prêmio Faz Diferença, uma iniciativa do jornal O Globo em parceria com a Firjan - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro.

Paulo Betti percorreu diversos centros culturais do circuito nacional e estreou, em 2020, em Portugal, circulando por mais de 15 cidades do país. Durante a pandemia, a "Autobiografia Autorizada" registrou o pioneirismo na transmissão on-line com apresentações para o Sesc, para o Festival de Teatro de Santos (SP) e uma temporada no Teatro Petra Gold, no Rio de Janeiro.

Serviço

Autobiografia Autorizada
Teatro do Centro Cultural Usiminas (Av. Pedro Linhares, 3.900A)
Dias 19 e 20/11, sexta e sábado
Horário: 20h
Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Informações no site ou (31) 3822-3031
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário