18 de novembro, de 2021 | 11:09

Futebol acesitano perde o ex-atacante Bobô

Álbum pessoal
Bobô tinha se aposentado recentemente da Aperam e teve uma passagem marcante pelo futebol Acesitano Bobô tinha se aposentado recentemente da Aperam e teve uma passagem marcante pelo futebol Acesitano

Vítima das complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), morreu na madrugada desta quinta-feira (18) o ex-atacante Bobô, que nos anos 1980 e 1990 atuou pelo Palmeiras, Industrial e Vila Nova, de Timóteo.

Jésus Agnaldo Dias, o Bobô, tinha 52 anos e havia se aposentado na Aperam há cerca de três anos. Seu velório será entre 15h e 17h desta quinta-feira, no cemitério Jardim da Saudade, onde, em seguida, o corpo será sepultado.

Bobô, que atuou também pelo Real Madri de Coronel Fabriciano, morava no bairro Primavera, em Timóteo.

O jornal Diário do Aço apurou que ele sofreu um AVC na semana anterior, foi internado na UTI do Hospital Vital Brazil, porém, não resistiu à gravidade da enfermidade.

Bobô surgiu para o futebol e se destacou em meados da década de 1980, no Palmeiras do mesmo bairro em que morava, quando, sob o comando do treinador Geraldo Bassôto e ao lado de jogadores como Tarcísio, Tote, Tuca, Geraldo Pereira, Tidinho, Fernandão, dentre outros, conquistou o título do Campeonato Municipal. Bobô era casado e deixa uma filha.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Marcelao Alves

18 de novembro, 2021 | 13:56

“esse era fera. vai fazer falta.”

Envie seu Comentário