26 de outubro, de 2021 | 14:15

Carreta que transportava carga de sal pega fogo na BR-116

O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado por volta de 6h desta terça-feira para atender a uma ocorrência incomum, nas proximidades do Km 600 da BR-116, trecho no município de São João do Manhuaçu: uma carreta que transportava uma carga de sal grosso pegou fogo.

No local dos fatos os bombeiros encontraram uma carreta com 34 toneladas de sal grosso, não iodado, oriunda do Rio Grande do Norte, que era levada para São Paulo. Havia fogo nos eixos traseiros, que precisou ser combatido.

O motorista C.E.G., de 39 anos, relatou aos bombeiros que foi alertado por outros motoristas que o sexto eixo do semirreboque estava com as rodas sobreaquecidas. Ele parou e o fogo se alastrou. O caminhão que tracionava a carreta foi desengatado e os bombeiros acionados.

As equipes realizaram o combate às chamas para evitar que todo o veículo fosse consumido pelo fogo e que a carga fosse atingida. A parte traseira da carreta, entretanto, acabou danificada.

A carga de material sólido incombustível não representava risco ambiental e foi liberada para transbordo.

Divulgação CBMMG
Motorista foi alertado por colegas na BR-116, que havia fogo nas rodas traseiras da carreta carregada com sal grosso Motorista foi alertado por colegas na BR-116, que havia fogo nas rodas traseiras da carreta carregada com sal grosso


Divulgação CBMMG
Motorista desengatou o caminhão que tracionava a carreta e incêndio foi apagado por uma equipe do Corpo de Bombeiros Motorista desengatou o caminhão que tracionava a carreta e incêndio foi apagado por uma equipe do Corpo de Bombeiros


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: fale[email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário