14 de outubro, de 2021 | 14:22

Outubro Rosa: FSFX alerta para a prevenção e autocuidado

Divulgação
Campanha busca conscientizar mulheres da importância da prevenção e da realização da mamografia como principal método de diagnóstico precoceCampanha busca conscientizar mulheres da importância da prevenção e da realização da mamografia como principal método de diagnóstico precoce

A Campanha Outubro Rosa tem como foco conscientizar mulheres da importância da prevenção e da realização do exame da mamografia como principal método de diagnóstico precoce. No entanto, durante a pandemia, muitas mulheres deixaram de frequentar consultórios de especialistas e de realizar exames.

Um levantamento da Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec) mostrou que ao menos 47% das mulheres brasileiras não visitaram seus médicos ginecologistas e mastologistas por conta da covid-19, com receio da contaminação. Outra pesquisa, desta vez da Data Analytics, revela que 2,8 milhões de mulheres em idade elegível e indicação clínica para realizar o exame da mamografia, fundamental para o diagnóstico do câncer de mama, não o fizeram nas unidades de saúde da rede Dasa.

“A mamografia é a principal arma das mulheres na prevenção ao câncer de mama. Se diagnosticado precocemente o câncer de mama tem altas taxas de cura, superiores a 95%. A mamografia é o método mais eficaz para detectar pequenas células quando elas ainda são uma microcalcificação. O exame pode salvar muitas vidas”, comenta a mastologista da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), Gisele Carvalho Vale.

Indicações

A mastologista explica que existe controvérsias quanto à idade indicada para a realização da mamografia. No entanto, ela aponta que a mais aceita é a orientação da Sociedade Brasileira de Mastologia. “É essencial fazer o exame de acordo com a orientação do médico. A recomendação é realizar a mamografia anual a partir dos 40 anos, mas para as mulheres que tenham histórico de câncer de mama ou de ovário na família, deve ser feita uma avaliação especial pelo médico”.

Sintomas

Segundo a especialista, o câncer de mama, muitas vezes, não se revela com sintoma físico. “Ele vai ser detectado só com uma mamografia ou ultrassom porque são tumores que ainda não são palpáveis, não sendo possível detectá-los pelo exame clínico. Daí a grande importância da mamografia”.

O câncer de mama, de acordo com a mastologista, pode se apresentar como nódulos, retração de pele e mamilo, espessamento da pele com aspecto de casca de laranja e saída de líquido nos ductos tipo água cristalina ou com presença de sangue.

Durante o Outubro Rosa, estão sendo promovidas atividades relacionadas à autoestima da mulher e oficinas na unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário