07 de outubro, de 2021 | 16:11

Mula idosa é abandonada para morrer e gera comoção

Animal foi abandonado na área rural de Ipatinga e vizinhos doam água e comida para o bicho que agoniza, no fim da vida

Enviada por leitor
O animal, normalmente usado para puxar carroças quando sadio, chegou à exaustão e foi abandonado para morrerO animal, normalmente usado para puxar carroças quando sadio, chegou à exaustão e foi abandonado para morrer

Uma mula com aparência de ser idosa e doente foi abandonada na entrada do estacionamento Clube Parque das Cachoeiras, em Ipatinga. O animal, normalmente usado para puxar carroças quando sadio, chegou à exaustão.

Moradores das proximidades explicam que a mula foi abandonada à própria sorte, à margem do mato e foi para o estacionamento. Os vizinhos providenciaram alimento e água para o muar, mas a cena do sofrimento do animal que um dia foi útil para um humano, tem gerado comoção.

“Esse animal foi abandonado aqui para morrer. Cheguei do trabalho e encontrei ela deitada, no fim da vida. Não sei mais o que fazer, é uma dó de partir o coração, porque a gente vê um animal desse morrer e não pode fazer mais nada", lamenta Viviane Lourenço, em mensagem enviada ao Diário do Aço.

A leitora foi orientada a procurar o Serviço de Controle de Zoonozes do município e ainda nesta tarde tentava contato. À noite o animal recebeu cuidados veterinários, passou a se alimentar e surgiu uma esperança que sobrevivesse, mas isso não se efetivou. Na manhã desta sexta-feira (8) acabou morrendo.

Dois casos em dois dias, informa nota da prefeitura

A Prefeitura de Ipatinga, por meio das Secretarias de Saúde (SMS) e Serviços Urbanos e Meio Ambiente (SESUMA), esclarece que:

Na noite desta quarta-feira (6) e manhã desta quinta-feira (7), o Departamento de Serviços Urbanos (Desurb) foi notificado sobre o caso de duas mulas em situação de abandono e fisicamente bastante debilitadas, beirando à inanição, no bairro Vila Militar e distrito de Barra Alegre.

Em relação ao primeiro caso, o animal foi recolhido pelo Desurb e, após procedimento técnico a cargo do veterinário do Departamento de Zoonoses, incontornavelmente sacrificado, para que o sofrimento fosse abreviado. Quanto ao segundo caso, o recolhimento do muar está sendo providenciado pelo poder público.

"Vale ressaltar que, apesar do auxílio prestado neste caso, a Seção de Controle de Zoonoses (SCZ), é responsável pelo controle de agravos e doenças transmitidas por animais (zoonoses), por meio do controle de pragas urbanas como baratas, ratos, mosquitos, entre outros, e pelo controle das populações de animais domésticos como cães e gatos, devendo ser registrado que maus-tratos contra animais é crime previsto em Lei, e a ocorrência terá que ser direcionada à Polícia Militar Ambiental, instituição competente para tal", informa a administração.

A nota acrescenta que, de acordo com o artigo 32 da Lei Federal 9.605/98, é crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, com pena prevista de três meses a um ano de detenção.

"Ressalte-se ainda que o poder público municipal abomina qualquer tipo de conduta que atente contra a integridade dos animais", conclui.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Charles

08 de outubro, 2021 | 13:15

“? sempre assim. Enquanto o cavalo, burro ou mula esta apto pra trabalhar e puxar carroça, os carroceoros abusam do animal com jornadas exaustivas de trabalho. Depois quando ele ja esta velho, fraco e doente abandonam o animal pra ele morrer, ao inves de dar um destino digno para o animal.”

Sabrina

07 de outubro, 2021 | 16:31

“Grata ao Diário do Aço que prontamente nos ajudou com a divulgação.Ja os órgão competente não atendem o telefone este animal sofreu o dia todo hoje no sol. Zoonoses n atende e fecha as 16 horas estamos ligando desde de cedo”

Sabrina

07 de outubro, 2021 | 16:17

“Muito obrigado ao Diário do aço que prontamente ajudou na divulgação pela vida e fim do sofrimento deste animal enquando as outras entidades competentes não atendem o telefone. Passou a tarde toda no sol sob cuidados de viviane no que pode ser feito para ajuda-la”

Envie seu Comentário