07 de outubro, de 2021 | 14:22

Programa europeu abre inscrições para bolsas de estudo integrais de mestrado

Podem participar estudantes de qualquer lugar do mundo

Divulgação
O programa Orange Tulip Scholarship Brazil abriu mais uma rodada de bolsas de estudos integrais ou parciais destinadas a brasileiros que querem estudar em cursos de graduação ou pós-graduação na HolandaO programa Orange Tulip Scholarship Brazil abriu mais uma rodada de bolsas de estudos integrais ou parciais destinadas a brasileiros que querem estudar em cursos de graduação ou pós-graduação na Holanda

O projeto Erasmus Mundus Joint Master Degree (EMJMD) está com inscrições abertas para bolsas de estudo integrais de mestrado em universidades europeias. Destinadas a estudantes de qualquer lugar do mundo, as bolsas possuem duração de 12 ou 24 meses. Ação é uma realização do Erasmus Mundus, programa europeu de fomento a educação, formação, apoio a juventude e esportes.

Realizado em parceria com instituições de ensino superior de diversos países da Europa, o EMJMD permite que os bolsistas estudem em até dois países diferentes do de origem. Para participar, os candidatos devem comprovar que não residiram em solo europeu por, no mínimo, um ano nos últimos cinco anos.

Entre os benefícios oferecidos para os estudantes aprovados na seleção estão:

- um auxílio financeiro de 1.100 euros ou 1.200 euros mensais;

- pagamento das taxas das universidades que receberão o estudante;

- subsídio para viagens, incluindo as de ida e volta;

- caso o aluno deseje, pode solicitar visto de trabalho após a conclusão de um mestrado ou doutorado.

Como se inscrever para as bolsas do EMJMD?

Para concorrer às bolsas de estudo para mestrado do EMJMD, os interessados devem se inscrever até o dia 31 de dezembro, pelo site do programa. Entre os documentos exigidos, está o certificado de comprovante de proficiência em inglês do TOELF ou IELTS. Há universidades que também aceitam o Duolingo English Test Proficiency, que pode ser obtido pelo estudante de forma on-line.

Quanto a documentação exigida, é preciso conferir as exigências de cada instituição de ensino participante, que variam. Isso porque cada programa de mestrado possui requisitos próprios para entrada. Mas, no geral, os principais documentos pedidos, além de atestar que não morou na Europa no período estipulado pelo programa, são:

- diplomas anteriores com transcrições;

- uma carta de motivação (o tamanho do texto varia com cada programa);

- ensaio de plano de estudo ou proposta de projeto de pesquisa.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil, com informações do Estudar Fora.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário