04 de outubro, de 2021 | 17:25

Ipatinga avança para vacinação de adolescentes a partir de 12 anos

Fábio Marchetto
Única vacina que pode ser aplicada em adolescentes é a da PfizerÚnica vacina que pode ser aplicada em adolescentes é a da Pfizer

Começa nesta terça-feira (5) o agendamento de adolescentes acima de 12 anos, sem comorbidades, para vacinação contra a covid-19. O imunizante utilizado é a da Pfizer, único com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação em pessoas desta faixa etária. A informação é da administração municipal de Ipatinga.

Os adolescentes devem aguardar agendamento da Secretaria de Saúde para se dirigir à Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência, e precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis.

As autoridades de saúde locais reforçam que é necessário apresentar documento de identificação com foto e comprovante de endereço do município de Ipatinga, de forma física ou digital. O documento poderá estar em nome dos pais.

O balanço da tarde desta segunda-feira (4) apontou 289.551 doses de vacinas aplicadas no município até o momento. Sendo que da primeira dose foram 178.149 e, da segunda dose, 106.296. Há, ainda, mais 4.594 aplicações de dose única e outras 512 doses de reforço.

Queda nos casos

Com tendência declinante desde julho, os números de casos de covid-19 notificados em setembro somaram 327, apresentando uma queda de quase 49% em relação a agosto, que registrou 675 notificações, detalhou o governo.

Já a taxa de ocupação atual nos leitos de UTI-Covid é de 9%. Na enfermaria, são 24%. A cidade dispõe de 53 leitos de UTI e 55 de enfermaria reservados para pacientes com a doença.

Dose de reforço

A administração municipal também iniciou a aplicação da dose de reforço da vacina contra a covid-19, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS). A imunização é destinada aos idosos com mais de 70 anos e pessoas imunossuprimidas, de acordo com o que preconiza o MS. A aplicação da terceira dose também necessita de agendamento.

O município também está adiantando a segunda dose das vacinas Astrazeneca e Pfizer – antes aplicada somente após três meses – para um prazo de oito semanas (56 dias) após a primeira dose.

As pessoas que receberam a primeira dose, há no mínimo oito semanas, já podem procurar sua Unidade de Saúde de referência para programar a vacinação.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário