16 de setembro, de 2021 | 10:50

Homem é morto a facadas entre Timóteo e Coronel Fabriciano

Atualizada às 14h32
Enviada por leitor + reprodução
Maurício Neves tinha 73 anos e morava no bairro Recanto Verde, em TimóteoMaurício Neves tinha 73 anos e morava no bairro Recanto Verde, em Timóteo

A Polícia Militar registrou na manhã desta quinta-feira (16) um homicídio nas proximidades da ponte Mariano Pires Pontes, a conhecida “ponte nova”, entre Coronel Fabriciano e Timóteo. O aposentado Maurício Neves Nascimento, de 73 anos, foi atingido com vários golpes de faca desferidos por Rairon Duarte Rodrigues, de 29 anos. O autor confesso foi preso em flagrante pelos policiais militares.

De acordo com informações de populares, o idoso caminhava pela calçada na avenida Alexandre Torquetti, sentido bairro Alegre à ponte nova, quando ele foi surpreendido pelo autor armado com uma faca. Sem motivos aparentes, o indivíduo armado desferiu vários golpes na vítima que não teve chances de defesa.

Parte da ação de Rairon foi filmada por pessoas que transitavam pelo local. A situação gerou indignação na tarde desta quinta-feira, pois ninguém chegou a tentar fazer algo para evitar o crime. O agressor chegou a chutar a cabeça do aposentado por diversas vezes, depois dele caído na calçada, e depois fugiu em uma bicicleta sentido a Coronel Fabriciano passando pela ponte Mariano Pires Pontes.

O esfaqueador foi preso quando se aproximava do semáforo, perto da entrada da Prainha, na área central de Coronel Fabriciano e apresentava sinais de surto. Com manchas de sangue da vítima, o assassino portava o cabo da faca usada no crime. A lâmina quebrou-se no corpo do aposentado durante os golpes.

Em conversa com os PMs, Rairon alega que teve uma desavença antiga com a vítima no bairro Alipinho. Na manhã desta quinta-feira, os dois se encontraram e o autor confesso desferiu os golpes acertando o aposentado. Maurício morreu antes de ser socorrido pela equipe do SAMU. Os policiais militares conduziram o preso para a Delegacia de Polícia Civil de Timóteo junto com o cabo da faca quebrada que foi apreendido com o Rairon.

Autor preso é paciente psiquiátrico

O Diário do Aço conversou com o irmão do autor confesso. Ele explicou que Rairon faz, há muito tempo, tratamento psiquiátrico, desde os 18 anos de idade. “Inclusive ele já ficou internado no Hospital (psiquiátrico) Galba Velloso, em Belo Horizonte, devido uma série de situações de esquizofrenia”, revelou.
Enviada por leitor
Rairon Duarte junto ao corpo em imagens realizadas por populares durante o crimeRairon Duarte junto ao corpo em imagens realizadas por populares durante o crime

Rairon, ainda segundo seu irmão, faz acompanhamento no Centro de Atenção à Saúde Mental (Casam). Ele acredita que o ataque desta quinta-feira seja efeito da redução da medicação a pedido do médico. “Reduziram as doses do medicamento, ele voltou a ter alucinações e visões de pessoas, de perseguições”, explicou.

Segundo ainda o irmão do autor, a mãe deles tem arquivadas várias conversas dele, desconexas. “A gente lamenta, respeita o luto da família e pede desculpas aos familiares do senhor”, afirmou.

Ele não acredita na história de Rairon sobre rixa antiga como o motivo do crime. “Tudo que ele falou do fato, ele está sob alucinações. Fala história desconexas, mistura coisas passadas com atuais. Ele não é conhecido desse senhor que morreu, nunca teve contato com este senhor”, concluiu.

O idoso, Maurício Neves Nascimento, morava no bairro Recanto Verde, em Timóteo. Segundo familiares, ele sempre ia a Coronel Fabriciano. O idoso, que era casado, deixou um casal de filhos. Era hábito dele, desembarcar do ônibus próximo do trevo do bairro Alegre e seguir a pé atravessando a ponte para Coronel Fabriciano. A família também informou que a vítima não conhecia o autor do crime.



Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Pudianovisk

19 de setembro, 2021 | 06:59

“Rodrigo logo logo vamos nos encontrar.... Seu irmão e eu.”

Jouber

18 de setembro, 2021 | 09:28

“? lamentável, um ver um idoso sem nenhuma condicão de se defender, ser agredido desta forma.
Se formos analisar uma situação desta, vamos encontrar varios culpados quem liberou o paciente sem nenhuma condiçoes de convívio na sociedade, o medíco q reduziu os comprimidos, e tbm aqueles q são contra o porte de armas; pois como exigir q algum possa agir em defesa de outro sem os recursos necessários. Duvido q se aguem estivesse armado e desferice alguma reação este "doido" não teria se contido, pois com a polícia ele não teve coragem de surtar. Infelizmente casos como este e outros de agrecões a pessoas indefesas são cada vez mais frequentes. Temos q ter o direito de nos defender contra qualquer agressão injusta. É assim q penso.”

Rodrigo Alvarenga Duarte

18 de setembro, 2021 | 09:13

“O que mais vejo nos comentários são pseudos médicos especialistas em doenças mentais, e especialistas em gerenciamento de crise que nunca estudaram nada pelo visto. Eu sou irmão do autor desse lamentável ocorrido. O caso é muito mais complexo que vocês imaginam , julgar e apedrejar por detrás de uma tela de um celular ou computador é muito fácil. Sofrer na pele o que o que as familias envolvidas estão sofrendo é que difícil. Enfim lamentável a postura do brasileiro.”

Zezé

17 de setembro, 2021 | 17:25

“Meus sentimentos aos familiares.”

Warst

17 de setembro, 2021 | 13:29

“Bumpy, ao contrário do que diz ninguém precisaria dar a vida, tem muitas formas de agir, pelo menos tentar evitar tal coisa. não saber o que fazer é uma coisa, sacar o celular para filmar covardemente agressões, gente morta e em violência é sadismo, curiosidade mórbida. Bom seria voltar no tem e numa casa que tem um desequilibrado facas e outros objetos perigosos ficassem trancados. sim ele poderia matar com outros objetos, mas teria dificuldade extra. Se pessoas tivessem jogado paus, pedras, tentado imobilizar ao invés de filmar , ainda que não lograssem êxisto dariam algum consolo - mínimo - aos filhos e esposa da vítima. A covardia é vergonhosa. A filmagem, alô MP, é criminosa nestes casos.”

Jane

17 de setembro, 2021 | 13:22

“Espero que o MP vá atrás de todos os sádicos que filmaram e omitiram socorro. Será educativo para toda população.
Filmar um crime sem nada fazer para evitá-lo é omissão de socorro. Várias pessoas juntas poderiam na pior das hipóteses jogar sabão no olho do agressor, um lençol algo que desce tempo de fuga ou resgate do senhor. Quem filmou foi tão cruel quanto o assassino. O médico que reduziu a medicação deve estar na especialidade errada e esta tão propalada luta antimaniconial acabou foi deixando pacientes graves sem o acompanhamento ipérpetuo ou internação necessária. Lamento pelas duas famílias, e muito mais pela família da vítima. E toda minha repugnância pelos psicopatas dos celulares, que sadicamente, cruelmente filmam e circulam tais vídeos. São degenerados.”

Cris

17 de setembro, 2021 | 10:33

“Ok, o cara faz / fazia tratamento pisiquiatrico, o que me pergunto é: porque a famila sabendo deste tal tratamento deixa / deixou ele sair sozinho na rua e pior sabendo das tais alucinações pela redução de medicamentos, oferecendo risco a sociedade? Segundo ponto a se analisar, ele ja saiu de casa com uma faca? Sabemos que quando alguem ja sai portando qualquer tipo de arma como uma faca já ha certo planejamento para utiliza-la! Lamento pelo fato de um inocente morrer por um DESCUIDO bobo que poderia ser evitado!”

Nathalia

17 de setembro, 2021 | 08:45

“Sim, sou a favor da pena de morte. Como pode uma pessoa tirar a vida da outra dessa forma tão brutal? Como pode assassino virar doido, esquizofrênico. A família do assassino pede desculpas a família da vítima, vai resolver o que? Vai voltar a vida do senhor! Não! Quem morreu junto é a família do idoso, que viu que ninguém se propôs a ajudar, entendo que ninguém entraria na briga mas tem pedras, madeiras , joga de longe, tem tantas maneiras de ajudar sem entrar. Falta de respeito e amor aí próximo filmar uma situação dessa, divulgar, como fica a família vendo isso? O mundo precisa de mais empatia, respeito ao próximo. O mundo precisa de Deus. Que Deus conforte a família da vítima, e que a justiça seja feita!”

José Eustáquio

17 de setembro, 2021 | 05:41

“O fato curioso é que, atrás da tela do smartphone, todo mundo é macho, valentão e iria lá enfrentar o psicopata com a faca na mão. Vai sim. Tô vendo!. No calor dos fatos, mesmo os policiais que têm treinamento de contato e técnicas de imobilização, usam a coerção de uma arma para neutralizar o agressor. Imagine eu, que passo o dia atrás do balcão e mal consigo dar uma caminhada diária antes do trabalho?”

Rodrigo

16 de setembro, 2021 | 22:48

“Doido??
Doido pra mim e se ele tivesse partido para cima da polícia,tivesse rasgado dinheiro ou comido merda,e agora como fica a família deste senhor?? Imagino o quanto esse senhor deve ter agonizando antes de morrer,daí passa um bando de covardes por perto e não fazem nada.Ha mas e perigoso, perigoso merda nenhuma era só juntar 3 homens com capacete nas mãos ou chaves de roda de carro e partir pra cima desse assassino,não mãe e mais fácil filmar né para colocar em grupos de merdas de watsap.
Tenho muita dó da família que receberão as imagens,que Deus conforte todos eles,e recebe a alma desse Senhor.”

Gláucia Cristina Peixoto Schulz

16 de setembro, 2021 | 18:34

“Pra mim todos ñ passam de covardes, e n”

Indignado

16 de setembro, 2021 | 17:54

“Concordo com vcs. Os omissos foram tão cruéis qto o assassino. Qta frieza demonstrada pela pessoa que filmou e divulgou! Um dia a conta chega....”

Rita

16 de setembro, 2021 | 17:34

“Bando de gente covarde, ao invés de guardar o diabo do celular e tentar socorrer o senhor, ficaram filmando. Todos que filmaram e não tentaram prestar socorro, Deus tratará com cada um”

Camila

16 de setembro, 2021 | 17:27

“Entendo que o rapaz tenha problemas mentais, nesse caso então a família tem que se responsabilizar por ele. Como assim que ele fica andando pela rua a fora e ainda sai de casa com uma faca? A família tá fazendo o quê que não cuida de uma pessoa com problemas mentais? Sem lógica. Ai uma pessoa inocente é morta dessa forma trágica e pedem desculpas, não dá pra entender esse mundo. Onde vamos parar meu Deus? O pior é que daqui a uns dias tá na rua denovo pra atacar outro inocente, e se a gente mata uma praga dessa ainda vai preso.”

Bumpy

16 de setembro, 2021 | 16:58

“Todos que julgam os que passaram sem impedir as agressões não passam de hipócritas. A verdade é que todos que comentam essas coisas estão em uma posição confortável na frente da tela do celular ou computador, mas se passassem em frente a cena fariam exatamente o que todos que passaram lá fizeram. Passariam direto sem interferir. Qual cidadão daria a própria vida pela vida de um desconhecido?
É muito fácil bancar de herói pela internet.”

Wenderson Pereira Silva

16 de setembro, 2021 | 15:55

“Não tem homem nesse mundo mais, só covardes, monte de gente passando, e os que param, tem a covardia de tirar o celular do bolso e filmar um jovem espancar um idoso até a morte! Fim dos tempos...”

Maria Salomé Fernandes Coelho

16 de setembro, 2021 | 15:53

“O médico e os familiares do louco assassino em as mãos sujas de sangue desse idoso vitimado covardemente, bem como, passou e fingiu que não viu nada, e quem ficou filmando. Condenados pela justiça não serão, mas tomara que não tenham nunca mais uma boa noite de sono, que suas mente nunca descansem, amém ?”

Envie seu Comentário