15 de setembro, de 2021 | 16:24

Presidente do Tupi passa noite na prisão e será investigado por posse ilegal de arma de fogo

Reprodução
Inquérito investiga irregularidades nas categorias de base do Tupi, presidido por JuninhoInquérito investiga irregularidades nas categorias de base do Tupi, presidido por Juninho

José Luiz Mauler Júnior, o Juninho, presidente do Tupi, passou a noite de segunda para terça-feira (15) no Centro de Remanejamento Provisório (Ceresp), em Juiz de Fora. Ele foi preso após a Polícia Civil cumprir mandado de busca e apreensão na casa dele, quando foram encontradas três armas sem registro e munições. Além disso, a polícia realizou ação na sede social do clube, quando foram apreendidos computadores e documentos. Um inquérito investiga irregularidades nas categorias de base e na administração do Tupi.

Agora, a Justiça deve analisar pedido de afastamento de Juninho da presidência do Tupi, feito pela delegada responsável pelo caso. A Polícia Civil analisa as provas coletadas e estuda pedir a prisão preventiva do presidente, que vai responder na Justiça por posse de armamento e munições de forma ilegal.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário