13 de setembro, de 2021 | 17:16

As personagens inesquecíveis de Irene Ravache

Divulgação/João Miguel Jr-RG
Em ''Pega Pega'', exibida atualmente, a atriz vive uma mulher poderosa e sofisticadaEm ''Pega Pega'', exibida atualmente, a atriz vive uma mulher poderosa e sofisticada

Pensou em talento, pensou em Irene Ravache! Considerada uma das maiores atrizes brasileiras, todo o seu profissionalismo e o dom de interpretar podem ser conferidos na edição especial de “Pega Pega”, que a Globo está exibindo e na qual vive a sofisticada Sabine, uma mulher rica de origem suíço-brasileira que mora na Europa e comanda com mãos de ferro os negócios da família.

Nascida Irene Yolanda Ravache, no Rio de Janeiro, em 1944, o grande público a conhece simplesmente como Irene Ravache. A ideia de seguir a carreira artística surgiu quando a ainda adolescente assistiu a sua primeira peça de teatro; ela tinha estudado piano e já havia pensado em ser bailarina, mas mudou os rumos de sua história e, num golpe do destino, seu noivo teria que ir a São Paulo para fazer teste para uma peça de Gianfrancesco Guarnieri e Irene decidiu acompanhá-lo. Resultado, a atriz acabou no elenco da peça “Eles Não Usam Black-Tie”, encenada no Teatro de Cultura Popular, sob a batuta do diretor Oduvaldo Vianna Filho.

Divulgação/Paulo Belote-RG
Ao lado de Glória Pires, no remake de ''Éramos Seis'': participação emocionanteAo lado de Glória Pires, no remake de ''Éramos Seis'': participação emocionante
No começo de tudo

A estreia na televisão foi por intermédio do Jornalismo. No final do ano 1960, na TV Rio, Irene estrelou o programa “Pergunte Para o João”, no qual ela lia as perguntas mandadas pelos telespectadores, ligadas a conhecimentos gerais. Era o que tinha de melhor na televisão, a atração fazia muito sucesso. O seu ingresso na Globo, em 1965, se deu por iniciativa própria; depois de muito esperar para ser atendida, interpelou um dos diretores no estacionamento e apresentou suas credenciais afirmando que merecia uma chance.

No mesmo ano, estreou em “Paixão de Outono”, e no ano seguinte esteve no elenco de “Eu Compro Esta Mulher”. Depois de passar pela TV Excelsior, TV Tupi e TV Bandeirantes, em 1982 a atriz voltou para a Globo, na novela “Elas Por Elas”. Um dos seus personagens memoráveis foi a Dona Lola, da novela “Éramos Seis”, produzida pelo SBT, em 1994. No ano passado, no final do remake apresentado pela Globo, ela fez uma participação especial vivendo a personagem Tereza, que se encontra com Lola (Glória Pires) em um asilo. A cena foi emocionante devido ao diálogo das duas interpretes de Lola.

Divulgação/Fabio Rocha-RG
Em ''Além do Tempo'', como a Condessa Vitória: intepretação intensaEm ''Além do Tempo'', como a Condessa Vitória: intepretação intensa
A carreira de Irene Ravache é recheada de personagens de sucesso, como Margot e Hildegard em “Espelho da Vida”, e a Condessa Vitória, de “Além do Tempo”. Após ter interpretado Bárbara na primeira versão de “Guerra dos Sexos”, em 1983, Irene Ravache protagonizou ao lado de Tony Ramos o remake de 2012, na qual deu vida a Charlô.

É praticamente impossível lembrar, em poucas linhas, todas as personagens na caminhada de quase 60 anos de sua carreira, mas Irene Ravache possui vários outros sucessos, além de atuar como diretora. A atriz se define como uma “mulher em processo de aprendizagem” e é sempre muito curiosa quanto as suas personagens. É deste modo que a artista renova as suas energias e está sempre em busca de novos objetivos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário