13 de setembro, de 2021 | 08:21

Mulher toca fogo em carro durante briga na Vila da Paz, em Ipatinga

Divulgação Corpo de Bombeiros
Os bombeiros debelaram o incêndio evitando que ele saísse do controle e atingisse outras casasOs bombeiros debelaram o incêndio evitando que ele saísse do controle e atingisse outras casas

Uma comemoração de aniversário por pouco não terminou em tragédia na noite de domingo (12) na rua Zacarias, na Vila da Paz, aglomerado no bairro Cidade Nobre, em Ipatinga. A P.L.M., de 32 anos, incendiou o carro de L.B.S., de 37 anos, depois que eles brigaram por motivos fúteis após terem passado o dia ingerindo bebidas alcoólicas.

A confusão foi por volta das 19h50 quando uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para debelar as chamas em um Fiat Tipo na garagem de uma residência. Os militares conseguiram debelar o incêndio após o uso de aproximadamente 1 mil litros de água. Por sorte, o fogo ficou confinado apenas na garagem e não se espalhou pelo imóvel com riscos de atingir outas casas.

P.L.. assumiu a autoria do incêndio e recebeu voz de prisão em flagrante dos policiais militares que também foram acionados para atender a ocorrência. A mulher alegou que o motivo foi uma discussão que teve com o amásio L.B. Ele quebrou o telefone celular dela e ainda a agrediu com empurrões.

O homem não se encontrava no local, mas acabou localizado pelos policiais militares que diligenciaram nos locais onde costuma frequentar. Ele também foi preso e o casal encaminhado para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Policia Civil, em Ipatinga.

O Diário do Aço conversou com os dois envolvidos. A mulher disse ter agido diante de uma discussão banal. O casal passou o dia bebendo em comemoração ao aniversário do seu companheiro. Ela esqueceu as sandálias em um bar, onde esteve com o aniversariante, mas o homem não queria voltar para buscá-las, o que gerou a confusão.

Ela confirmou que realmente estava muito embriagada, possivelmente agiu sem pensar ao provocar o incêndio no veículo ao notar que o companheiro iria sair no carro. Toda a situação foi confirmada pelo amásio dela, mas ele alegou ao Diário do Aço que também foi agredido pela mulher durante a discussão e demonstrava preocupação com a companheira. Os dois ficaram à disposição do delegado plantonista liberou os conduzidos depois da instauração de inquérito para investigar a conduta do casal.





Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Paulo Roberto Inocencio Dasilva

13 de setembro, 2021 | 21:19

“tanta ignorança o tipo pegar fogo sozinhokkkkk”

Valdecir Vieira dos Santos

13 de setembro, 2021 | 11:08

“Em países onde não se investe em educação ecultura só dá nisso . Não é fácil resolver as coisas do pobre de espírito.”

Envie seu Comentário