07 de setembro, de 2021 | 09:00

Para moradores de Coronel Fabriciano, brasileiros não dão o devido valor ao Dia da Pátria

Nesta terça-feira (7), feriado da Independência do Brasil, não haverá o tradicional Desfile Cívico nos municípios da Região Metropolitana do Vale do Aço. Em razão da pandemia de covid-19, o evento que reúne escolas e instituições representativas é cancelado pelo segundo ano consecutivo.

Apesar de não ter programação oficial dos municípios, haverá atos políticos. Conforme já noticiado pelo Diário do Aço, o Grupo Guerreiros Voluntários B38 Vale do Aço confirma a realização da manifestação “Por respeito à constituição e eleições transparentes”, com atividades concentradas em Ipatinga. Na programação divulgada pelos organizadores, estão: 24 horas de vigílias; jejuns coletivos e orações pelas igrejas cristãs. A partir das 6h será interrompido parcialmente o trânsito nas BR’s 381 e 458 (saídas para BH, Valadares e Caratinga); arrecadação de alimentos não pececíveis pela Capelania Unicev; às 8h sairão motociatas e carreatas de Timóteo, Coronel Fabriciano e Santana do Paraíso em direção ao bairro Horto em Ipatinga.

A data celebrada hoje marca o momento em que o Brasil se tornou independente de Portugal, fato ocorrido em 7 de setembro de 1822. A data é feriado nacional, também conhecido como o Dia da Pátria. No Centro de Coronel Fabriciano, a reportagem do Diário do Aço perguntou para populares sobre qual a importância e representatividade que esse feriado ainda tem para as pessoas.

Silvia Miranda
Marques de Oliveira, 56, aposentado - ''Para mim ainda tem muito significado, mas eles estão querendo acabar até com isso porque o povo não tem sido soberano. E está faltando ensinar nas escolas os verdadeiros valores e ensinamentos sobre a pátria''.Marques de Oliveira, 56, aposentado - ''Para mim ainda tem muito significado, mas eles estão querendo acabar até com isso porque o povo não tem sido soberano. E está faltando ensinar nas escolas os verdadeiros valores e ensinamentos sobre a pátria''.


Silvia Miranda
Juventino Soares, 73, aposentado - ''Com certeza ainda é um dia de muita importância, um dia que devemos ter respeito e consideração pela História do Brasil e, apesar da situação atual do país, temos que ter muita esperança que vai melhorar''. Juventino Soares, 73, aposentado - ''Com certeza ainda é um dia de muita importância, um dia que devemos ter respeito e consideração pela História do Brasil e, apesar da situação atual do país, temos que ter muita esperança que vai melhorar''.


Silvia Miranda
Keven Luiz Isidoro da Silva, 19, eletricista - ''É uma data ainda muito importante, mas devido o atual momento do país, a data perdeu o significado, pois, falta patriotismo e as pessoas não estão satisfeitas com o Brasil de hoje, eu acho que deveríamos parar o país em protesto''.Keven Luiz Isidoro da Silva, 19, eletricista - ''É uma data ainda muito importante, mas devido o atual momento do país, a data perdeu o significado, pois, falta patriotismo e as pessoas não estão satisfeitas com o Brasil de hoje, eu acho que deveríamos parar o país em protesto''.


Silvia Miranda
Beatriz Cristina Costa, 17, estudante - ''Eu acho que a minha geração não dá o devido valor para esse dia, fica sendo só mais um feriado ou um desfile bonito, mas não dão a devida importância que deveria ter. Todos querem melhorias, mas não se preocupam em aprender sobre a História do país''. Beatriz Cristina Costa, 17, estudante - ''Eu acho que a minha geração não dá o devido valor para esse dia, fica sendo só mais um feriado ou um desfile bonito, mas não dão a devida importância que deveria ter. Todos querem melhorias, mas não se preocupam em aprender sobre a História do país''.


Brasília


Na capital do Brasil também não haverá o tradicional desfile de 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministérios. Uma cerimônia cívica de hasteamento da bandeira será realizada no Palácio da Alvorada, com a presença de autoridades. Ao final, a Esquadrilha da Fumaça fará uma apresentação nos céus de Brasília.

Após a solenidade, o presidente Jair Bolsonaro deve ir à Esplanada, onde está prevista manifestação de apoiadores. À tarde, o presidente deve comparecer a um ato em São Paulo. Também estão previstas, para esta terça-feira, manifestações contrárias ao governo em diversos locais do país.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Newron Ferreira

07 de setembro, 2021 | 15:38

“Parabéns a alguns fabricianenses, não tem mesmo o que comemorar,o Brasil está indo a falência,o povo tá indo a miséria,o gaz tá caro,a água a luz,os alimento então não se fala,se fosse pra manifestar a favor das melhorias eu at concordaria,mas pra defender um presidente que só pensa em si mesmo e na própria família,com suas ra hadinhas, tô fora”

Envie seu Comentário