06 de setembro, de 2021 | 13:57

Delegação argentina foi informada a tempo sobre irregularidade, afirma Anvisa

Lucas Figueiredo/CBF
Jogo entre Brasil e Argentina foi paralisado após cinco minutos, pois quatro atletas estrangeiros não fizeram quarentena exigidaJogo entre Brasil e Argentina foi paralisado após cinco minutos, pois quatro atletas estrangeiros não fizeram quarentena exigida

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma ter recomendado, em reunião ocorrida no sábado (4), a quarentena de quatro jogadores argentinos, ante a confirmação de que eles teriam prestado informações falsas ao entrarem no Brasil para partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Na reunião, segundo a agência, estavam presentes representantes da delegação da seleção argentina de futebol.

Conforme previsto na Portaria Interministerial 655, de 2021, viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido da Grã-Bretanha, Irlanda do Norte e Índia estão impedidos de ingressar no Brasil.

A partida foi paralisada no domingo (5), após 5 minutos de seu início, depois dos quatro jogadores argentinos entrarem em campo, mesmo com a determinação da agência de que teriam de cumprir isolamento no hotel para serem deportados para a Argentina.

A agência acrescenta que, mesmo depois da reunião e da comunicação das autoridades, os jogadores argentinos teriam participado de treinamento ainda na noite do sábado. Diante da situação, na manhã seguinte, a Polícia Federal foi notificada. A Anvisa acrescenta que os jogadores se recusaram a assinar a notificação entregue pelas autoridades presentes no estádio.

Os argentinos Emiliano Martínez, Emiliano Buendía, Cristian Romero e Giovani Lo Celso são investigados pela Polícia Federal por falsidade ideológica após infringirem a lei sanitária brasileira quando desembarcaram no país, na última sexta-feira (3).

Depois do ocorrido, a Fifa informou que vai analisar todas as informações e que uma decisão será tomada a respeito do que se fazer em relação ao jogo. (Agência Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário