06 de setembro, de 2021 | 13:23

Amigos fazem campanha para ajudar comerciante que teve barraca arrombada no centro de Ipatinga

Divulgação
O que os ladrões não levaram ou foi danificado ou ficou espalhado pelo chãoO que os ladrões não levaram ou foi danificado ou ficou espalhado pelo chão

Uma barraca de venda de doces e salgados, que funciona no ponto final dos ônibus urbanos e intermunicipais nas proximidades do Centro Sócio Educativo, na avenida João Valentim Pascoal, no Centro de Ipatinga, foi arrombada na madrugada de domingo (5). Amigos e conhecidos da proprietária fazem uma campanha para ajudar a comerciante.
A proprietária, Silvana Cordeiro Virtuoso dos Santos, de 36 anos, conta que o comércio de rua funciona de segunda a sexta-feira. Na madrugada de domingo ela foi acionada com a informação dos danos no comércio.

Ao chegar ao local ela verificou que os ladrões levaram tudo o que podia ser carregado. Uma parte das mercadorias foi danificada pelos criminosos, que espalharam produtos pelo chão. Entre os bens furtados estão um fogão portátil, botijão de gás, embalagens fechadas de doces e salgadinhos, entre outros.

"Tive um prejuízo que deve chegar a R$ 2 mil, incluindo o que levaram, o que destruíram e o que vou precisar para recuperar a barraca. Qualquer ajuda será bem-vinda", afirma Silvana, entrevista ao Diário do Aço.
A Polícia Militar foi acionada, registrou o caso e fez buscas, sem localizar os arrombadores.

Divulgação
Os ladrões arrombaram a parte de trás da barracaOs ladrões arrombaram a parte de trás da barraca
Apoio

A barraca tem como clientes os passageiros, cobradores e motoristas de coletivos que ficam parados ao longo da via sentido Centro, aguardando a hora de partida.

Silvana trabalha na mesma barraca que já foi de seu pai e com as vendas no local mantém sua família.

Sensibilizados com a situação, motoristas, cobradores entre outros clientes, além do também comerciante Flávio Nonato, que trabalha no ponto final em frente ao Hospital Márcio Cunha I, iniciaram uma campanha para arrecadar recursos para que a vítima reforme a barraca, reabasteça e volte a trabalhar.

Neste sentido estão divulgando o Pix da comerciante informal para eventuais doações. O número é (31) 99484-3601.


MAIS FOTOS

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário