05 de setembro, de 2021 | 10:00

Ipatinguense integra Executiva Nacional da UNE e destaca importância de organização

Noemi Silva/CUCA da UNE
Aos 21 anos, Diego Carlos Ferreira tem participado das discussões relativas à educação Aos 21 anos, Diego Carlos Ferreira tem participado das discussões relativas à educação

O jovem Diego Carlos Ferreira, de 21 anos, foi eleito para a Executiva Nacional da União Nacional dos Estudantes (UNE). Ipatinguense, ele residente atualmente na cidade de Viçosa, em razão dos estudos, e esta não é a primeira experiência do estudante com a organização, já que no ano passado foi vice-presidente da Regional Sudeste.

Ele relata que, desde o ensino médio, sempre foi uma pessoa ativa na elaboração de projetos e na participação política, com amplos debates, muito incentivado pela pastoral da juventude. Em 2018, ingressou na Universidade Federal de Viçosa (UFV), no curso de História, onde conheceu o Movimento Estudantil Organizado. “E por diversas vezes fui liderança no debate e nas conquistas na garantia dos direitos de todos os estudantes, passei pelo meu centro acadêmico, a Associação Atlética Acadêmica das Humanas, grupo de estudos, projeto de extensão e, por último, fui coordenador geral do Diretório Central dos Estudantes. Participei também de diversos órgãos colegiados da universidade, dentre eles o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade. Dessa forma o movimento a qual faço parte, a União da Juventude Socialista, me apresentou a proposta de fazer parte da direção nacional da UNE”, conta.

Atuação

Diego revela que o aceite foi principalmente por entender a importância história da UNE no Brasil. A organização sempre esteve à frente das principais lutas dos estudantes e do povo brasileiro. “Desde a ditadura militar, da qual inclusive uma das primeiras ações foi colocar fogo na sede da UNE, passando pelos caras pintadas, que derrubaram Collor. Recentemente conquistamos a queda do então ministro da Educação Abraham Weintraub, depois de ele atacar de forma constante as universidades. Adiamos o Enem em meio à pandemia; aprovamos um Fundeb permanente; conseguimos a redução das mensalidades durante a pandemia em diversos estados e, agora, somos uma das maiores forças mobilizadoras pelo ‘Fora Bolsonaro’”, contextualiza.

O estudante acrescenta que o atual ministro da Educação, Milton Ribeiro, ataca o ensino superior diariamente. Além de promover cortes, aponta o jovem, reduz vagas nos programas de acesso e afirma que o ensino superior deve ser para poucos. “Sem falar de suas colocações capacitistas (discriminatória/preconceituosa) contra uma educação inclusiva. Os estudantes e a educação são uma das maiores pedras no sapato do governo, visto que nos atacam todos os dias”, reitera Diego.

Para o jovem, é importante mostrar aos estudantes, principalmente de Ipatinga, Vale do Aço e do estado, que eles têm um representante nacional e que pauta os desafios e lutas diárias de todos. “Dentro desse processo, estamos intensificando proposições sobre a evasão escolar. Muitos dos estudantes tiveram que desistir dos seus sonhos de se formar, pois ficaram desempregados durante a pandemia ou até mesmo a garantia do pão de cada dia se tornou uma prioridade, ou por estarem completamente endividados. Cabe a nós a luta pela permanência dos estudantes no ensino superior. Além disso, precisamos pautar a dívida do Fies, que faz com que boa parte da juventude se forme e fique endividada e no atual momento estão desempregados, por não existir uma política pública de inserção destes no mercado de trabalho”, lamenta.

Por fim, Diego avalia ser importante que os estudantes estejam organizados. “Para que possamos garantir um futuro melhor. Não é de hoje que sabemos que a educação pode salvar o país, e cabe a nós estudantes brasileiros encabeçarmos essa luta e defendermos esse bem tão precioso que nos é garantido na Constituição Federal”, conclui.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Observador

06 de setembro, 2021 | 08:26

“Quem conhece a UNE sabe bem que não passa de um capacho estudantil de partidos de esquerda que os usam como massa de manobra a todo momento.”

Flávio Lúcio Alves Pinto

05 de setembro, 2021 | 22:56

“Parabéns, Diego. Nosso Brasil precisa de mais jovens como você!”

Joel

05 de setembro, 2021 | 20:04

“Verdade Gildázio" Quem sabe faz a hora", principalmente tomando uma xícara de chá em Paris.”

Gildázio Garcia Vitor

05 de setembro, 2021 | 10:30

“Parabéns garoto! Afinal, "Quem sabe faz a hora/ Não espera acontecer/ Vem, vamos embora/ Que esperar não é saber".”

Envie seu Comentário