02 de agosto, de 2021 | 07:23

Homem é morto a tiros na porta de casa no distrito de São Cândido, em Caratinga

Enviada por leitor
Joanas tentou correr dos seus assassinos, mas não obteve sucesso e morreu depois de ser atingido pelos tirosJoanas tentou correr dos seus assassinos, mas não obteve sucesso e morreu depois de ser atingido pelos tiros

Joanas de Oliveira Santos, de 35 anos, o “Cabelo”, foi morto a tiros na rua José Garcia Rodrigues, no distrito de São Cândido, em Caratinga. A vítima sofreu o ataque na porta de sua casa, na manhã de domingo (1º), praticado por dois homens, que fugiram sem serem identificados pela polícia.

A companheira da vítima informou aos policiais militares que o casal se encontrava em frente a residência onde mora e conversava com um vizinho, por volta das 8h40. Ela observou a aproximação de dois homens caminhando em direção à vítima. Um deles sacou uma arma de fogo vindo a disparar os primeiros tiros contra Joanas.

A vítima ferida tentou se esconder em casa, mas não conseguiu e caiu. O assassino se aproximou de Joanas caído no chão e disparou mais um tiro. A dupla fugiu pelo mesmo local por onde veio. Parte da situação foi confirmada pelo vizinho de Joanas que presenciou o início do crime, depois ele correu quando começaram os disparos de arma de fogo.

De acordo com as características físicas dos autores, um deles é magro e alto, vestia blusa de moletom com capuz e o outro teria aproximadamente 1,70 metro de altura, moreno e também usava blusa de frio com capuz. Os assassinos não seriam moradores do distrito, conforme populares.

A perícia da Polícia Civil realizou os trabalhos no local do crime e detectou seis disparos no corpo de Joanas. No bolso da bermuda dele foram recolhidos R$ 21, dinheiro repassado em seguida para a companheira de Joanas. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal de Caratinga pela funerária de plantão.

Enquanto isso, as equipes da Polícia Militar passaram o domingo levantando informações sobre os possíveis autores do crime e a motivação. Uma denúncia indicou que o assassinato pode estar ligado à cobrança de dívida de drogas, mas o caso continua em investigação por parte da polícia.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Cacilofenes Forja

08 de agosto, 2021 | 17:21

“Maria Salomé, Se vis pacem e Marcelinha Nogueira, poderiam nos informar qual a marca da água de bidê vocês tomam?
O que tem a ver o orifício cagatício da postagem de vocês com o conteúdo da reportagem?
Parece que esse tipo de publicação só faz valer o mote de que a internet veio para dar voz às pessoas de rara inteligência.”

Marcelinha Nogueira

03 de agosto, 2021 | 11:40

“Bolsonaro manda o gado lutar por transparência, mas impõe 100 anos de sigilo em visitas de filhos ao planalto, 100 anos de sigilo ao seu próprio cartão de vacinas, 100 anos de sigilo ao cachê do amigo de Bolsonaro Cuiabano Lima, impõe sigilo ao 2º contrato com a Pfizer- que é 1 bilhão mais caro que o primeiro, impõe sigilo de 10 anos à sua viagem a Israel, impoe sigilo de 10 anos à compra do satélite superfaturada, impõe 10 anos às visitas do seu advogado Wassef aos lobistas...
E o gado achando que ele realmente quer transparência, só porque não ganha mais nem pra síndico kkkkkkkkkkkk”

Se Vis Pacem Parabellum

03 de agosto, 2021 | 09:31

“O Brasil é o único país que não precisa de piada e e muito menos palhaço, como é que uma matéria sobre um homicídio vira um a discussão sobre política, completamente aleatória. É de rir pra não chorar..”

Paulo Cesar

02 de agosto, 2021 | 20:18

“Tinha que ser eleitor(a) do Bolsonaro, primeiro pedir voto impresso segundo comentar em reportagem policial. Cuidado pra não cair em golpe de Whatsapp ou OLX”

Maria Salomé Fernandes Coelho

02 de agosto, 2021 | 15:14

“E nem dão provas convincentes que a urna é imune a fraudes, como eu eleitora vou saber que meu voto foi registrado da forma que eu escolhi? Acreditando somente na palavra dos ministros do ste e STF? Me ajuda né? Nós chamam de otário, e muitos concordam com isso, se fosse algo confiável, eles deixariam alguma forma de vc confirmar seu voto, tipo buscando a informação pessoalmente na justiça eleitoral... Ou seja vc nunca saberá se realmente seu voto foi realmente computado para seu candidato...”

Envie seu Comentário