29 de julho, de 2021 | 15:53

Cordisburgo reverenciou Guimarães Rosa

Sebastião Alvino Colomarte *


Como ocorre todos os anos, a cidade mineira de Cordisburgo [Centro-Norte de Minas Gerais] referenciou a obra do grande escritor João Guimarães Rosa, natural daquele município, com a realização da 33ª Semana Rosiana, realizada entre os dias 12 a 17 de julho. Devido à pandemia da covid-19 foi novamente feita de forma virtual e com programação que contou com palestras, apresentações musicais, podcasts, apresentações do Grupo de Contadores de Estórias Miguilim e do Grupo Caminhos do Sertão e mais uma série de outros eventos por meio das mídias sociais do Museu Casa Guimarães Rosa e do Espaço do Conhecimento UFMG.

Muitas empresas, entidades e instituições apoiaram o evento governo do Estado, Instituto do Arraial do Conto, Associação dos Amigos do Museu Casa João Guimarães Rosa de Cordisburgo, Grupo de Contadores de Estórias Miguilim, UFMG, UFOP, Cordis Notícias, entre outros. Destaco aqui as figuras do prefeito José Maurício Gomes, do diretor do Museu Casa João Guimarães Rosa, Ronaldo Alves, do presidente da Academia de Letras João Guimarães Rosa de Cordisburgo, Raimundo Alves de Jesus e da coordenadora do Grupo Miguilim de Contadores de Estórias, Dôra Guimaraes.

A programação, toda baseada na obra de Guimarães Rosa, foi intensa e bem elaborada durante os seis dias do evento. A abertura contou com as participações da reitora da UFMG, Professora Sanda Regina Goulart Almeida; do diretor de Museus, Alexandre Milagres; do diretor de Museu Casa Guimarães Rosa, Ronaldo Alves; do presidente da Academia de Letras JGR, Raimundo Alves de Jesus. Como convidados, o professor da UFMG Luiz Cláudio Vieira de Oliveira fez palestra sobre “A poética e a experimentação em Ave, Palavra”. Já Dôra Guimarães e Elisa Almeida apresentaram as estórias narradas pelo Grupo Miguilim, com textos do livro Ave, Palavra”.

No encerramento da Semana Rosiana houve apresentação no Instagram do Museu Casa de Guimarães Rosa da “Leitura dramática – ecos da guerra em Ave, Palavra", com Odilon Esteves.

“Cordisburgo é a cidade do coração,
que respira a cultura e é dotada de boas
escolas do ensino básico e médio”


A Semana Rosiana foi prestigiada por milhares de admiradores da obra de João Guimarães Rosa e instituições voltadas para a educação e cultura como o Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG), que encaminha estudantes para estágios e aprendizagem e do qual faço parte, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP e do Icomos Brasil, entre outras.

Cordisburgo é a cidade do coração, que respira a cultura e é dotada de boas escolas do ensino básico e médio. É onde se localiza a famosa Gruta de Maquiné, a Praça de Pedras, o Memorial do Sertão e o Museu Casa de Joao Guimarães Rosa e uma bela igreja da matriz.

Apesar do momento difícil que o País e o mundo passam, posso afirmar que a Semana Rosiana de Cordisburgo deste ano foi coroada de êxito. Tudo isso graças ao trabalho incansável de seus organizadores, dos moradores da cidade e das empresas e instituições de ensino que apoiaram o evento. No período foram realizados mais de 30 eventos que, sem dúvida, primaram pela qualidade dos mesmos. A cidade agrade a todos que, mesmo no anonimato, contribuíram para o sucesso de mais uma Semana Rosiana.

* Diretor-presidente do Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG)

Obs: Artigos assinados não reproduzem, necessariamente, a opinião do jornal Diário do Aço
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário