24 de julho, de 2021 | 11:23

Autor confesso da morte da mãe no bairro industrial é encaminhado ao Ceresp

Wellington Fred + reprodução
O corpo de Maria Auxiliadora foi localizado nessa cova, em meio a bananeiras nos fundos do quintal da residência dela O corpo de Maria Auxiliadora foi localizado nessa cova, em meio a bananeiras nos fundos do quintal da residência dela

Está recolhido ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Ipatinga o homem que confessou ter matado a própria mãe e tentado ocultar o corpo numa cova rasa, nos fundos do quintal da residência dela, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso. O crime foi descoberto no começo da noite de sexta-feira (23), quando o corpo de Maria Auxiliadora da Costa Laurenço, de 78 anos, foi localizado pela polícia, com a indicação de um vizinho que estranhou a ausência do homem e da idosa na residência.

Alfredo da Costa Laurenço, de 48 anos, foi preso por volta das 21h de sexta-feira pela Polícia Rodoviária Federal quando comprava uma passagem no terminal rodoviário em João Monlevade, conforme noticiado pelo Diário do Aço ontem. Em conversa com policiais, Alfredo confessou que matou a mãe durante uma discussão. Posteriormente, também confessou que matou a mãe com dois golpes de facão no pescoço.

A motivação, segundo Alfredo, era porque ele queria ir embora do bairro Industrial, por causa de desentendimentos com um vizinho, mas sua mãe não deixava que ele se mudasse para outra cidade. Para a polícia, o motivo que ele apresenta é, aparentemente, fútil e as investigações serão mantidas para chegar outras possibilidades.

O crime foi praticado na residência onde mãe e filho moravam, na rua Ucrânia, no bairro Industrial. Um vizinho viu quando Alfredo cavava o fundo do quintal, e estranhou que logo depois saiu de casa e desapareceu. O vizinho desconfiou e chamou a polícia, que encontrou um travesseiro com sangue perto do local da cova e sinais de um corpo enterrado no local. O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado e resgatou o corpo, repassado para a perícia da Polícia Civil, que constatou um ferimento no pescoço da idosa.

Veja também:
Filho é acusado de matar e enterrar a mãe no quintal no bairro Industrial

Reprodução de vídeo
Alfredo foi preso em João Monlevade, em um trabalho conjunto das polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar Alfredo foi preso em João Monlevade, em um trabalho conjunto das polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar
Tentativa de fuga

Os levantamentos iniciais dos policiais apontaram que Alfredo havia embarcado em um ônibus às 16h15 de sexta-feira no terminal rodoviário de Ipatinga rumo a Juiz de Fora, onde reside o pai dele, na Zona da Mata mineira.

Populares informaram que Alfredo teria saído em uma bicicleta amarela com uma mala e teria sido visto no Centro de Ipatinga. Com essas informações, policiais militares e civis foram ao Centro procurar o suspeito. A delegada de Santana do Paraíso, Talita Martins Soares, encontrou a bicicleta amarela, usada por Alfredo, amarrada a um poste, na rua lateral do terminal rodoviário. A delegada e o investigador Marco Antônio Davila Bittencourt, apuraram que o homem procurado estaria em um ônibus com destino à Juiz de Fora e solicitaram apoio da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal. A PRF interceptou o ônibus na cidade de Rio Casca, mas Alfredo havia descido antes, na rodoviária em João Monlevade. Outra equipe da PRF em João Monlevade foi ao local e o prendeu quando tentava comprar nova passagem.

Autuado em flagrante

Aos policiais da Delegacia de Polícia de Santana do Paraiso, que foram a João Monlevade, Alfredo confessou o crime. Trazido ainda durante a noite de sexta-feira para sábado, ao Vale do Aço, ele foi autuado pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver e encaminhado ao sistema prisional.

Alfredo, conforme conhecidos dele, tinha distúrbios mentais e fazia tratamento no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do bairro. Conhecidos informaram que ele já tinha passagens pela polícia, em uma ocorrência por ato libidinoso, no ano de 2012, quando teria mostrado o órgão genital para uma jovem.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário