22 de junho, de 2021 | 06:35

Bolsonaro lamenta 500 mil mortes, volta a defender tratamento precoce e se irrita com jornalistas

Bolsonaro mandou repórter calar a boca, fez ofensas à imprensa ao ser questionado sobre o fato de ter chegado a evento sem usar máscara e agradou aos seus seguidores

Reprodução de vídeo
Bolsonaro irritado, proferiu ofensas, mandou jornalista calar a boca e agradou a muitos dos seguidores Bolsonaro irritado, proferiu ofensas, mandou jornalista calar a boca e agradou a muitos dos seguidores

O presidente Jair Bolsonaro quebrou nesta segunda-feira (21), o silêncio acerca da marca de 500 mil mortes pela pandemia de covid-19 no Brasil. O chefe da nação participou de uma cerimônia de formatura da Escola de Especialistas de Aeronáutica na manhã de segunda-feira em Guaratinguetá, em São Paulo, quando falou sobre o assunto quando questionado pela imprensa.

Desde o sábado, quando o Brasil chegou a meio milhão de óbitos na pandemia, o presidente não tinha tocado no assunto em suas mídias sociais, embora tenha feito dez publicações entre sábado e segunda-feira.

Ontem, entretanto, Bolsonaro afirmou: “lamento todos os óbitos, lamento. Muito. Qualquer óbito é uma dor na família. E nós, desde o começo, o governo federal teve coragem de falar em tratamento precoce. E alguns até dizem, né? Como está sendo conduzida essa questão, parece que é melhor se consultar com jornalistas do que com médicos”, afirmou quando questionado por profissionais da imprensa se iria se pronunciar a respeito das mortes.

Na prática, o que Bolsonaro chama de "tratamento precoce" não tem comprovação científica nem é recomendado por especialistas e autoridades sanitárias. Diversos estudos comprovaram que o uso de remédios como hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina não previnem a covid-19 e podem levar a sérios riscos à saúde do paciente.

Mas o maior embate ocorreu após a solenidade, quando bateu boca com jornalistas e determinou que uma profissional calasse a boca, arrancando a máscara do rosto. E o resultado do comportamento surtiu efeito junto aos apoiadores, que replicaram as ofensas em suas mídias sociais. “Bravo, presidente”, afirmou um dos seguidores em mensagem publicada ontem a noite. Outro disparou: "Foi para isso mesmo que eu votei nele".

Mas nem todos apoiaram. Um dos seguidores escreveu: "As lideranças são exemplos a serem seguidos seja ela boa ou ruim. O que o Presidente fez foi uma incitação de violência ao profissional de imprensa. Sou de direita e sou contra esta falta de postura do presidente".

Máscara da discórdia

Bolsonaro havia tirado a máscara de cor azul marinho com emblema da Aeronáutica, ao posar para fotos e cumprimentar os formandos e se irritou ao ser questionado por jornalistas sobre ter sido multado pelo governo de São Paulo pelo não uso de máscara durante uma recente manifestação com motociclistas na capital paulista. O valor da autuação foi de R$ 552,71. O uso de máscaras em público é obrigatório no estado de São Paulo desde maio de 2020, conforme decreto nº 64.959 e resolução 96.

O uso de máscaras é defendido por especialistas e autoridades sanitárias em todo o mundo como uma medida eficaz para evitar a disseminação do coronavírus, que podem circular por meio de gotículas que as pessoas expelem ao falar. Além disso funciona como “barreira” para evitar que a pessoa leve o vírus para o rosto ao encostar a mão eventualmente contaminada, por exemplo.

Pois questionado a respeito das máscaras, Bolsonaro retirou a máscara que usava e mandou a repórter calar a boca. “Você tinha que ter vergonha na cara de prestar um serviço porco que é esse que você faz, para Rede Globo”, disparou.

Em seguida, demonstrando nervosismo, seguiu com as ofensas contra a empresa de comunicação, que ele elegeu como inimiga desde o começo de seu governo.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Maria Lima

23 de junho, 2021 | 02:54

“A Globo é definitivamente pior que Bolsonaro. A ?cria? dificilmente supera o ?criador?, pelo menos com tão pouco tempo de experiência.”

Paulo

22 de junho, 2021 | 19:35

“Ele não é presidente pra fazer sua vontade e sim para cumprir as leis. Aqui no Brasil pode não dar nada pra ele,mas o que é dele está guardado, vai ser julgado e condenado no tribunal de haia.”

Antonio

22 de junho, 2021 | 17:53

“Difícil saber quem é pior! Esse miliciano desequilibrado, ou os que ainda o defendem. Eta povinho que não aprende nunca...”

Ricardo Lopes

22 de junho, 2021 | 11:56

“Jose, já que você tem memória CURTA ou só acordou agora, para a REALIDADE, todos os "patifes" que você cita estavam justamente combatendo, DENUNCIANDO DIA E NOITE a corrupção nos governos Lula, Dilma e outros mais. O STF, a OAB, CNBB, CONGRESSO, SENADO, partidos políticos, UOL, UAI, YAHOO. VEJA, ESTADÃO, ISTO É, bateram dia e noite nos governo anteriores e criaram um ódio tão grande que garantiram a eleição do miliciano Bolsonaro, no lugar do preferido deles, o Aécio Neves, que também é outro que deveria estar na cadeia.”

Jose

22 de junho, 2021 | 10:28

“Para aquele que acusa o governo de desequilibrado: Senta na cadeira dele e experimente enfrentar estes patifes da Globo. Imagine você com estes insanos dia inteiro zombando de vc, distorcendo suas falas, xingando vc, mentindo, debochando, escarnecendo de vc, de seus filhos, de sua espoa ou mãe. STF anulando decisões importantes dele, OAB, CNBB, CONGRESSO, SENADO, partidos políticos, UOL, UAI, YAHOO. VEJA, ESTADÃO, ISTO É, batendo dia e noite. Onde estavam estes acusadores quando viam a roubalheira dos governos anteriores? Como acreditar nas informações de uma mídia, que sofreu cortes brutais em verbas publicitárias absurdas, cujos valores são impostos que eu, voce, sua família pagamos com tanto sacrifício? Tente vc governar com tranquilidade com centenas de irresponsáveis infernizando sua vida todos os dias, ano inteiro. Duvido q não ia perder a paciência”

Bom

22 de junho, 2021 | 10:18

“Esse louco já era, na situação que esse miliciano tem deixado o país o pior que tem outros loucos apoiando.
Acho que o Brasil não tem jeito.
Tem 500 anos nesse vai e vem e nunca melhora.”

Antonio

22 de junho, 2021 | 08:06

“Só mesmo cadeia, pra dar jeito nesse sujeito incompetente, miliciano e arrogante!”

Observador

22 de junho, 2021 | 07:47

“Pior de tudo é ver esquerdistas que vivem fora da realidade achando que aqueles protestos vazios e ridiculos achando que vão realmente surtir algum efeito real.
O Presidente Bolsonaro tem razão, tratamento precoce salva vidas (não só pra covid) e esses orgãos de imprensa tem atuado como partidos politicos, propagando narrativas falsas o tempo todo.”

Carlos Roberto Martins de Souza

22 de junho, 2021 | 07:16

“O serial killer de Brasília, Boçal Naro já matou 500 mil e agora está sendo velado na CPI, em breve sairá o corpo para o velório nas urnas.”

Carla Gomes

22 de junho, 2021 | 07:09

“A situação é bem clara. Trata-se de esperneio e ataque à imprensa revelam que Bolsonaro sente peso das manifestações, que tendem a crescer mais. Presidente sente mudança da atmosfera política e volta a fazer ataques à imprensa com a tradicional misoginia.”

Ricardo Lopes

22 de junho, 2021 | 07:08

“Vou repetir o que li ontem mesmo no twitter - "Eu achei esse último showzinho do Bolsonaro: repetitivo, forçado, fingindo, nada original, tentando lacrar. Eu nem repercutiria"”

Envie seu Comentário