19 de junho, de 2021 | 14:45

Brasil atinge marca de 500 mil mortos por covid-19

País soma 500.022 óbitos pela doença causada pelo novo coronavírus e 17.822.659 casos

Divulgação
Brasil é o segundo país do mundo a atingir a marca de meio milhão de mortosBrasil é o segundo país do mundo a atingir a marca de meio milhão de mortos

O Brasil atingiu na tarde deste sábado (19) a triste marca de 500 mil mortos vítimas da covid-19 desde o início da pandemia, em março do ano passado. Os dados foram divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa, que reúne as informações obtidas junto às secretarias estaduais de Saúde. Por este balanço, o país contabiliza agora 500.022 óbitos por covid e 17.822.659 casos. Os dados de hoje do Ministério da Saúde ainda não foram divulgados.

Com esse número, o Brasil se torna o segundo país a atingir a marca de meio milhão de mortos pelo novo coronavírus. Os Estados Unidos atingiram este número em fevereiro deste ano e agora somam 601.586 vítimas da doença, conforme balanço divulgado pela universidade americana Johns Hopkins. O Brasil ainda é o segundo país em número de mortos, atrás apenas dos EUA e com a Índia em terceiro lugar.

O Brasil chegou a 100 mil mortos em agosto do ano passado; os 200 mil chegaram cinco meses depois; de 200 para 300 mil mortos houve um intervalo de apenas 76 dias; para chegar a 400 mil se passaram 36 dias. Já o salto de 400 mil para 500 mil mortos ocorreu num intervalo de 51 dias.

Na Região Metropolitana do Vale do Aço, com os números divulgados nos boletins epidemiológicos municiais até sexta-feira (18), são 1.501 mortos pela covid.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Leonaedo

19 de junho, 2021 | 17:08

“Não tinha mais que 50 pessoas... movimento fraco... parecia que todos estavam com fome... atrapalhando o trânsito.... do isso....”

Envie seu Comentário