11 de junho, de 2021 | 13:50

Carreta da saúde oferece exames gratuitos de ultrassom em Ipatinga

Divulgação
Carreta da Saúde está equipada com aparelhos e instrumentos necessários para a realização de exames Carreta da Saúde está equipada com aparelhos e instrumentos necessários para a realização de exames

Nesta sexta-feira (11), a administração de Ipatinga está oferecendo 150 exames de imagem na Unidade Móvel de Saúde, uma carreta equipada para atendimento adequado aos pacientes e que já está estacionada na Praça dos Três Poderes, diante da prefeitura. Para evitar problemas de aglomeração e também proteger os usuários, uma tenda foi montada junto ao veículo, com assentos para cada paciente, informou o governo.

Durante todo o dia, serão realizados exames de ultrassom de mama, transvaginal, de articulação, vias urinárias e abdômen total para pacientes previamente cadastrados. A ação é uma parceria entre a Secretaria de Saúde de Ipatinga e a empresa Memo - Serviço Móvel Especializado em Saúde, que doou os exames ao município como forma de apresentar o trabalho realizado e a capacidade técnica oferecida.

As marcações de atendimento foram realizadas pela Secretaria de Saúde. A ordem de prioridade levou em conta os casos de pacientes mais urgentes e o tempo de espera na fila. O atendimento na Unidade Móvel de Saúde vai auxiliar na diminuição da demanda reprimida de exames no município. Em Ipatinga, atualmente existe uma fila de espera de mais de 50 mil exames.

O prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes (PSL), ressalta que a ação serve para avaliar o serviço de atendimento para uma possível licitação/contratação deste formato de serviço visando aumentar a oferta de exames de ultrassom para pacientes da rede pública de saúde do município.

Pacientes aprovam serviço

Com uma capacidade média de atendimento de até 500 pessoas por dia, a Carreta da Saúde está equipada com aparelhos e instrumentos necessários para a realização de exames.

A moradora do bairro Canaã, Ana Domingues do Nascimento, de 51 anos, estava na fila de espera desde 2019 para a realização de um ultrassom abdominal. “Só tenho a agradecer a iniciativa. São dois anos de espera. Apesar de medicada, estou constantemente sentindo mal-estar. Agora vou poder saber exatamente o que é o meu problema”.

Outra paciente que aprovou o serviço foi Margarida dos Santos, de 65 anos, moradora do bairro Bethânia. “Estou aguardando para resolver minha situação desde 2018. Com essa oportunidade, sei que vão acelerar o atendimento e diminuir nosso tempo de espera nas filas”, diz.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário