03 de junho, de 2021 | 14:47

Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha completa dez anos

Divulgação
A Unidade foi incorporada ao Hospital Márcio Cunha (HMC) pela FSFX em 2011 A Unidade foi incorporada ao Hospital Márcio Cunha (HMC) pela FSFX em 2011

A Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha, administrada pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), é referência em tratamento do câncer para cerca de 1,3 milhão de habitantes de 67 municípios do Leste mineiro. A Unidade foi incorporada ao Hospital Márcio Cunha (HMC) pela FSFX em 2011, e ao longo de uma década de administração, investimentos foram feitos para garantir um atendimento humanizado e de excelência às pessoas, destaca a fundação. Nesses dez anos, a unidade soma mais de 850 mil atendimentos em sessões de radioterapia, quimioterapia, exames de medicina nuclear e consultas.

Cerca de 80% dos atendimentos são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Na unidade, os pacientes são atendidos de forma integrada e multidisciplinar, com envolvimento de todos os setores e profissionais, o que garante uma maior efetividade do tratamento.

E, mesmo num ano atípico de pandemia, serviços essenciais, como o tratamento do câncer, mantiveram-se em pleno funcionamento, salienta a FSFX. “Para garantir a qualidade habitual e a segurança dos pacientes, a Unidade de Oncologia do HMC implementou uma série de medidas específicas da área, alinhadas ao protocolo institucional”.

“Celebrar os dez anos de atuação na Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha é reafirmar nosso compromisso e a nossa responsabilidade com a saúde de milhares de pessoas, com uma linha de cuidado assistencial segura, humanizada e de qualidade para o tratamento contra o câncer. Registramos nossos agradecimentos a toda a equipe da unidade, que diariamente faz o melhor para entregar mais saúde aos nossos pacientes”, afirma o diretor de Hospitais da Fundação São Francisco Xavier, Mauro Oscar Soares de Souza Lima.

Histórico

Após a incorporação da Unidade ao HMC, o primeiro grande investimento realizado foi a aquisição de dois novos aceleradores lineares no valor de R$ 4 milhões cada, aumentando a oferta de tratamentos e aperfeiçoando a qualidade da assistência prestada aos pacientes, conta a FSFX. A incorporação tecnológica ampliou a lista de procedimentos, incluindo radiocirurgia e braquiterapia, reduzindo a necessidade de se buscar assistência em Belo Horizonte. Em 2014, foi iniciada uma obra de reforma e ampliação da Unidade de Oncologia do HMC com investimento de mais de R$ 7 milhões.

Três anos depois foi inaugurada a Unidade de Oncologia Pediátrica, a primeira do Leste de Minas, ampliando o atendimento de crianças e adolescentes com câncer, por meio do trabalho de uma equipe multidisciplinar que realiza um acolhimento humanizado, tudo isso em um espaço exclusivo para esses pacientes, batizado de Submarino Mágico, detalha a fundação.

“E nos últimos anos, a Unidade de Oncologia deu um salto ao tornar-se referência em mais uma área: a de Pesquisa Clínica. A unidade é uma das poucas, em todo o Brasil, a participar de importantes pesquisas no setor, contribuindo para o desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para a cura do câncer”.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário