02 de junho, de 2021 | 14:29

Revólveres e maconha são apreendidos no Esperança, em Ipatinga

Divulgação Polícia Militar
Os dois revólveres, um de calibre 38 e o outro calibre 357, que foram recolhidos com as porções de maconhaOs dois revólveres, um de calibre 38 e o outro calibre 357, que foram recolhidos com as porções de maconha

Duas pessoas foram presas no início da madrugada desta quarta-feira (2) por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas na rua Anis, no bairro Esperança, em Ipatinga. Com eles, os policiais apreenderam dois revólveres e porções de maconha durante o cerco policial realizado onde estaria ocorrendo a mercancia de entorpecentes.

A Polícia Militar recebeu a informação, segundo a qual, os denunciados seriam vistos, por moradores do Esperança, armados e até disparando armas de fogo em via pública. A casa deles foi monitorada por uma equipe da Polícia Militar até o momento em que um deles, nos fundos do imóvel, apareceu municiando um revólver e o outro manuseava porções de drogas.

Os suspeitos colocaram os objetos em uma bolsa, momento que a casa deles foi cercada. Assim que G.R.S., de 21 anos, foi atender o chamado no portão, ele viu a PM e voltou correndo para os fundos alertando o colega, J.V.A.P., de 18 anos. O suspeito mais novo lançou a mochila no mato para tentar sumir com o flagrante.

J., ao pular o muro, disparou duas vezes na direção de uma viatura da PM, mas no veículo não havia nenhum policial. Ele acabou cercado e imobilizado pelos militares, depois de tentar se livrar do revólver, mas ao lançá-lo na direção de um matagal, a arma acabou caindo sobre o carro policial.

Com G. foi encontrado um revólver calibre 38 com a numeração suprimida com seis cartuchos intactos e mais oito cartuchos no bolso da bermuda. O revólver do outro preso foi localizado e recolhido. É uma arma de calibre 357 com quarto cartuchos intactos e dois deflagrados.

A mochila jogada por um dos suspeitos também foi localizada e no seu interior havia 25 buchas e 29 tabletes de maconha, R$ 264, fita adesiva, balança, sacolinhas plásticas e celulares. Um aparelho celular foi encontrado na casa e seria de J.V., mas ele não desbloqueou o telefone, possivelmente para tentar esconder algo que o incriminasse.

Eles negaram inicialmente que seriam donos do entorpecente, assumindo apenas as armas, mas depois J.V. confessou a propriedade da droga. Porém, no encerramento da ocorrência, os dois voltaram a negar qualquer envolvimento com a maconha e o material do tráfico apreendidos. A dupla ficou à disposição da Justiça na delegacia de Polícia Civil.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Jhon

02 de junho, 2021 | 18:19

“Acho que o facilitamento de posse de arma só foi para alguns e para bandidos até hj nem a conta de agua conseguir pagar quem dirar comprar uma arma para defender.....”

Envie seu Comentário