01 de junho, de 2021 | 17:09

Exposição on-line é lançada na Semana do Meio Ambiente

Em parceria com o Instituto Terra, o museu natural de Inhotim inaugura nova atração em sua programação para fomentar a conscientização ambiental

Divulgação
Tamboril é a árvore-símbolo do museu natural: tamanho majestosoTamboril é a árvore-símbolo do museu natural: tamanho majestoso

O Inhotim, instituição de referência em ações de preservação de espécies botânicas e conscientização ambiental, participa da 17ª Semana do Meio Ambiente comemorada sempre na primeira semana de junho, com uma série de ações. Neste ano, o destaque é a exposição "Do tamboril à braúna: conversas com quem gosta de árvores", que estreia sábado (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, no Google Arts and Culture.

A nova exposição vai abordar algumas das espécies de árvores mais representativas do acervo botânico do Inhotim, como braúna, embaúba, coité e, claro, a tamboril, símbolo do museu natural, com idade estimada entre 80 e 100 anos. "Admirada, particularmente, pelo tamanho majestoso e copa frondosa, essa árvore é testemunha da criação e do desenvolvimento do Inhotim ao longo dos anos, abrigando e inspirando plantas, animais e pessoas", comenta Bárbara Sales, analista ambiental do Instituto Inhotim.

Divulgação
Coité é uma das atrações do acervo botânico admirado pelo públicoCoité é uma das atrações do acervo botânico admirado pelo público

A exposição virtual conta com a participação da equipe do Jardim Botânico do Inhotim e convidados especiais, que trazem mediações exclusivas e ensinamentos importantes sobre as espécies. Referências mundiais na conservação do meio ambiente em seus respectivos territórios, o Inhotim e o Instituto Terra abordam espécies presentes na Mata Atlântica e no Cerrado, e os esforços para conservar a natureza em seus territórios. Os conteúdos serão publicados no Instagram (@inhotim e @institutoterraoficial) até sábado (5).

Visita virtual

A programação da Semana do Meio Ambiente traz também a visita virtual "Um olhar sobre o acervo botânico", nesta quinta-feira (3), às 16h. Percorrendo os jardins do Instituto, educadoras do Inhotim destacam os três pilares sustentadores de um jardim botânico: pesquisa, conservação e educação ambiental. Não é necessário se inscrever, mas as vagas são limitadas e a "sala" é bloqueada quando atinge um número confortável para o atendimento de todos os participantes.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário