17 de maio, de 2021 | 14:21

Semana Nacional dos Museus é celebrado com passeio virtual pelo Museu Municipal de Fabriciano

Divulgação
Conteúdo pode ser acessado no site oficial e perfis das redes sociais da prefeituraConteúdo pode ser acessado no site oficial e perfis das redes sociais da prefeitura

A gerência de Cultura de Coronel Fabriciano, com apoio da gerência de Comunicação, lançou nesta segunda-feira (17) um passeio virtual ao Museu Municipal José Avelino Barbosa. O passeio, em formato de dois vídeos gravados, é gratuito e pode ser acessado pelo portal www.fabriciano.mg.gov.br. O conteúdo também pode ser acessado nas mídias sociais oficiais da prefeitura.

O objetivo, segundo as gerências, é permitir o acesso da população ao ambiente e acervo do Museu Municipal sem precisar sair de casa. A iniciativa visa divulgar o espaço, apresentar um pouco da história de Coronel Fabriciano e ampliar o público. Além de seguir a tendência dos grandes museus ao redor do mundo, a iniciativa integra a programação da 19ª Semana Nacional dos Museus, comemorada entre os dias 17 e 23 de maio, que tem como tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”.

Em Fabriciano, a programação será dividida em dois momentos. Nos dias 17 e 18/05 será a abertura com um vídeo contando a história do Museu Municipal e desafios do trabalho durante a pandemia. Entre os dias 19 e 23/05, haverá uma ação educativa, também em formato de vídeo, mostrando a estrutura e acervo num tour virtual.

“Desde 2017, Fabriciano participa da Semana Nacional de Museus. Mas este ano, infelizmente, devido à pandemia, não poderemos receber o público para visitas presenciais. Dessa forma, seguindo as orientações do IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus) e Conselho Internacional de Museus (ICOM), adaptamos este passeio para divulgar a história das nossas origens e fomentar a diversidade cultural da nossa cidade”, explica Ana Beatriz Antunes, coordenadora de Cultura de Fabriciano.

História do Museu Municipal

O Museu Municipal José Avelino Barbosa foi criado em 1984; mas a sua implantação só ocorreu, de fato, em 2014, quando foi inaugurado em 22 de outubro. O projeto foi inspirado no Museu Histórico Abílio Barreto, de Belo Horizonte, considerado referência nacional.

Já o nome, foi uma homenagem ao empresário do ramo de hotelaria da cidade, José Avelino, que faleceu em julho de 2013, aos 92 anos. Além do nome, o Museu Municipal herdou do empresário uma vasta coleção de objetos com obras de artes, aparelhos de rádio, móveis e uma coletânea de fotografias que retratam momentos históricos da cidade. Para o altar da Co-catedral, ele doou a imagem de São Sebastião, obra do renomado escultor, Léo Santana.

Outras duas pessoas que também merecem destaque na história do Museu são: Claudomiro de Jesus, idealizador do projeto; e Dom Lelis Lara, falecido bispo diocesano de Itabira-Coronel Fabriciano (MG), incentivou e atuou em campanhas de incentivo a doação de objetos históricos para compor o acervo do local.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário