13 de maio, de 2021 | 16:52

Dupla é presa por assaltar motorista de aplicativo, em Ipatinga

Marcos Guimarães
O carro roubado foi encontrado abandonado na rua Palmeiras, no bairro, Horto logo depois que bandidos pararam para abastecer e o sequestro do motorista foi descoberto O carro roubado foi encontrado abandonado na rua Palmeiras, no bairro, Horto logo depois que bandidos pararam para abastecer e o sequestro do motorista foi descoberto

Um adolescente de 17 anos e um homem de 31 anos foram detidos logo após um violento assalto a motorista de aplicativo, roubo praticado na estrada das Lavadeiras (avenida Amazonas) entre os bairros Horto e o Bom Jardim, em Ipatinga.

Os envolvidos foram localizados durante um cerco da Polícia Militar e ainda com o auxílio de policiais civis na região do Horto.

A vítima, um motorista de 57 anos, contou aos policiais, que foi acionado para fazer uma corrida na rua Mandacaru, onde embarcaram dois homens. Eles determinaram que o destino seria a portaria da Usiminas, no bairro Bom Retiro.

Assim que eles passavam pela Estrada das Lavadeiras, os passageiros anunciaram o assalto apontando um revólver para o motorista e mandaram que a vítima seguisse pela estrada de acesso ao Pico do Santa Mônica, onde estão as torres das TVs e de Rádios.

Um dos criminosos assumiu a direção do Chevrolet Ônix. Eles amarraram o motorista com abraçadeira plástica e ainda amordaçaram com fita crepe. Em seguida, a vítima foi colocada no porta-malas do carro.

A vítima observou que os autores pararam o carro no posto de combustíveis no Horto, possivelmente para abastecer, momento que conseguiu chutar a tampa interna do porta-malas e conseguiu pedir socorro. Esta situação atraiu a atenção do frentista provocando a fuga dos assaltantes com o Ônix.

A Polícia Militar foi informada sobre o possível crime em andamento e as equipes se dirigiram para o Horto e as principais saídas de Ipatinga naquela região. Uma equipe deparou-se com o carro abandonado na rua Palmeiras, ainda no Horto, e os policiais encontraram a vítima no porta-malas. Os marginais levaram o celular do motorista, que se encontrava ferido na testa por causa de um golpe de coronha da arma de fogo.
Marcos Guimarães
Produtos apreendidos com os assaltantes que atacaram motorista de aplicativo Produtos apreendidos com os assaltantes que atacaram motorista de aplicativo

Populares informaram que os assaltantes vestiam uniformes de empresas industriais e foram vistos correndo rumo à mata existente nas proximidades do Clube Usipa. As equipes da PM realizaram um cerco na área e avistaram os autores já nas proximidades da Estrada das Lavadeiras.

No cerco, os policiais militares apreenderam o adolescente tentando se esconder na mata e com uma mochila contendo um revólver. O segundo envolvido, o D.R.S., de 31 anos, foi preso minutos depois por uma equipe da Polícia Civil nas imediações da mata na rua Imbuia, no Horto. Uma réplica de arma de fogo (pistola) também foi apreendida com os detidos.

A vítima, que se encontrava ferida, foi encaminhada para ser medicada na UPA do bairro Canaã. O adolescente confessou a participação no crime, mas D.R. negou ter envolvimento com o fato. A dupla presa foi levada para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Ipatinga.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Benedito Pereira

14 de maio, 2021 | 11:08

“Coitado desses motorista trabalhando dia inteiro ganhando poucos reais a cada corrida para ter pouco mais de 100 reais ao término do dia ,e ainda vem bandidos covardes fazendo isso.”

Jedilson Alves

14 de maio, 2021 | 10:45

“Ocorrência que é exemplo que a Lei 10.826/03, conhecida como Estatuto do Desarmamento não funcionou. Parte dos cidadãos que possuíam armas de fogo à época, registradas junto à Polícia Federal (SINARM), não conseguiram renovar os registros e foram "convidados" a entregarem Suas armas à polícia.

Resultado:

Vítimas ficaram desarmadas enquanto que os criminosos, que não respeitam nenhuma lei, continuaram armados cometendo crimes com suas armas ilegais.

Ainda bem que neste caso, policiais militares e civis encontraram a vítima com vida, mas nem sempre o final é feliz.

Pelo direito a posse e ao porte de armas de fogo no Brasil a todos os cidadãos que quiserem e cumprirem os requisitos estabelecidos em lei. Por uma legislação justa.”

António Carlos Silvacoitafos

13 de maio, 2021 | 19:15

“Coitados dos motoristas de aplicativos,estão pagando pra trabalhar e segurança zero,só Jesus na causa.”

Envie seu Comentário