10 de maio, de 2021 | 17:22

Idosos e professores começam a ser vacinados contra gripe em Ipatinga

Divulgação
Imunização será ofertada em todas as Unidades Básicas de Saúde do municípioImunização será ofertada em todas as Unidades Básicas de Saúde do município

Será aberta nesta terça-feira (11), em Ipatinga, a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus influenza (gripe). Destinada a idosos e professores nesse momento, a vacinação está sendo disponibilizada pela Secretaria de Saúde do município em todas as Unidades Básicas de Saúde, das 8h às 17h, e prossegue até o dia 8 junho, informa o governo local.

Neste ano, como a campanha de vacinação contra a gripe coincide com a imunização contra a covid-19, e é importante que a população fique atenta ao intervalo necessário entre as duas vacinas. Pessoas que já foram atendidas com a primeira ou a segunda dose da vacina contra a covid-19 devem esperar pelo menos 14 dias para receber o imunizante contra a gripe.

A campanha de vacinação contra a gripe teve início no dia 12 de abril, com o atendimento a crianças entre seis meses e seis anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas (que estão no período de até 45 dias após o parto).

De acordo com a diretora do Departamento de Atenção Básica (DAB) da Secretaria de Saúde, Elaine Cristina Vasconcelos, a imunização contra a gripe é importante para a proteção dos grupos mais vulneráveis. Por isso, deve ser mantida, inclusive como fortalecimento da imunidade nesta conjuntura de coronavírus.

Neste ano os grupos prioritários foram distribuídos para atendimento em três etapas, de forma escalonada. A terceira etapa, programada para o período de 9 de junho a 9 de julho, vai contemplar os demais grupos prioritários.

Grupos prioritários

- Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

- Pessoas com deficiência permanente

- Forças de segurança e salvamento

- Forças Armadas

- Caminhoneiros

- Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso

- Trabalhadores portuários

- Funcionários do sistema prisional

- Adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade sob medidas socioeducativas

- População privada de liberdade
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Jane

11 de maio, 2021 | 11:30

“Na verdade a vacina deveria ser para todo mundo indiscriminadamente.
E para quem reclama de presidiário receber vacina, lembre-se: eles podem contaminar os profissionais do sistema prisional e que estes poderão levar a doença para seus familiares. Então, sim vacina para todos.”

Marcelo H.

11 de maio, 2021 | 08:25

“Um país onde:
População privada de liberdade (bandido)
Adolescente e jovem de 12 aos 21 anos sob medidas socioeducativa( bandido filhote)
Tem o direito de vacina maior do que o trabalhador que acorda todo santo dia para fazer um país rodar, não existe chance de dar certo.”

Orlando

10 de maio, 2021 | 18:36

“Tem q vacinar os motoristas e cobradores do transporte urbano,pois eles não pararam um dia dessa pandemia.”

Envie seu Comentário