30 de abril, de 2021 | 15:59

Ipatinguense idealiza curta-metragem inspirado em jogo GTA

Divulgação
História produzida por Luís teve a participação de amigosHistória produzida por Luís teve a participação de amigos

Idealizado pelo ipatinguense Luís Carlos Silva, de 23 anos, o curta-metragem “Na Frente da Bala - Uma história de GTA”, é fruto do sonho do jovem, apaixonado por fotografia e arte. Inspirado em no jogo GTA (Grand Theft Auto) III, o curta se passa na cidade fictícia de Liberty City e o trailer estará disponível no canal Supremospidey, no YouTube, a partir da noite desta sexta-feira (30). o lançamento do conteúdo completo ocorrerá em breve.

Luís Carlos, que é morador do bairro Iguaçu, em Ipatinga, explica que as gravações tiveram início no mês de outubro de 2020 e foram concluídas em março deste ano. Tudo feito com calma, de acordo com a disponibilidade de cada envolvido. “Parte do elenco de São Paulo, e outra parte aqui de Ipatinga, todos amigos meus. A ideia de fazer algo relacionado a GTA é muito antiga, mas eu diria que esse projeto começou mesmo em abril de 2020, e durante a quarentena eu criei a história e fui convidando as pessoas para participarem”, revela.

Na história do curta-metragem, Liberty City é considerada a pior cidade da América. Em meio a tanta desordem, John tenta se manter em pé e fazer a coisa certa. Ele encontra Hank, que acredita que todos devem ter controle sobre suas vidas e não deixar nada nas mãos do destino. Porém, o destino quer que tudo dê errado, com um assalto a um grande banco da cidade, realizado por um trio criminoso: Claude, Catalina e Santiago.

“Desde criança eu tenho o hábito de desenhar e percebi que teria vocação para o lado artístico. Na adolescência fiz alguns trabalhos de vídeo na escola e percebi que gostava daquilo. Eu já editava algumas coisas no YouTube, mas de brincadeira, gostava de fotografia também e pensei em cursar faculdade nessa área. Com o tempo fui imaginando vários projetos, eu sou uma pessoa sonhadora e minha vontade era de oferecer para as pessoas o que eu tive quando criança. Eu lia muito a Turma da Mônica e penso que é dos trabalhos mais bem-sucedidos do país e uma inspiração pra mim”, resume.

Bruna Lage
Luís Carlos é o diretor e idealizador do curta-metragem Luís Carlos é o diretor e idealizador do curta-metragem
Passo a passo

O jovem diretor tinha como objetivo criar histórias e fazer filmes, mas antes precisava trabalhar algo que chamasse atenção. “Tenho canal no YouTube com diversos inscritos e é um público que gosta de Homem Aranha. Só que antes de fazer algo neste sentido, eu pensei em criar um curta-metragem para aprender, seria algo de dez minutos, mas meus amigos e eu fomos surpreendidos porque o resultado ficou muito bom. Uma história simples virou um curta de 20 minutos. O GTA tem jogos bem famosos, e um deles faz 20 anos neste ano. Pensei que ficaria bem legal para os fãs fazer tipo uma homenagem e que todos pudessem assistir”, revela.

A história tem um lado triste, segundo o criador, pois se passa no mundo do GTA III, de 2001. “Mas não tem violência explícita e nem linguagem pesada, não desrespeita a história original e para quem não conhece nada, não tem como ficar perdido. O curta narra a história de um personagem que perdeu tudo por causa da criminalidade e não acredita que algo de bom possa acontecer. No momento mais triste da sua vida, conhece uma pessoa que o incentiva a confiar em seu potencial”, observa.

Trilha

A trilha sonora do curta-metragem é original e está sendo elaborada por Mati Beckmann, um chileno que mora na Áustria. “Ele entrou em contato comigo quando divulguei o projeto em um grupo na internet e disse que tem o desejo de trabalhar com cinema, mas compondo músicas. As duas do trailer são originais desse nosso projeto”, conclui Luís.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Gildázio Garcia Vitor

01 de maio, 2021 | 09:18

“Parabéns garoto! Que você continue inventando um chão onde os teus sonhos irão florescer.
Dizem que os sonhos não morrem, mas, às vezes, mesmo vivos, nós morremos para eles.”

Envie seu Comentário