30 de abril, de 2021 | 14:53

Famílias pobres terão direito a auxílio emergencial de R$ 500 em Minas

Gil Leonardi / Imprensa MG
Governador confirmou o pagamento do auxílio nesta semana, que será voltado para famílias com renda per capita de R$ 89Governador confirmou o pagamento do auxílio nesta semana, que será voltado para famílias com renda per capita de R$ 89

O governador Romeu Zema (Novo) confirmou, na tarde desta quinta-feira (29), o pagamento do auxílio emergencial de R$ 500 – por família – aos cidadãos mineiros em situação de extrema pobreza, com renda per capita familiar de até R$ 89, conforme base de dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). A expectativa é de que 1,080 milhão de famílias sejam beneficiadas. A medida foi aprovada também nesta quinta-feira pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em primeiro turno.

De acordo com a proposta, a previsão é de que o auxílio de R$ 500 seja quitado em parcela única em agosto deste ano, após o pagamento da última parcela do auxílio emergencial que está sendo efetuado pelo governo federal.

Zema explicou que para efetuar o pagamento do auxílio serão utilizados recursos do Refis, programa de renegociação de dívidas de empresas, aprovado pelo Governo do Estado em março deste ano no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

O Refis alcança todos os débitos de ICMS, em aberto ou parcelados, inscritos ou não em dívida ativa, ocorridos até dezembro de 2020, e garantirá às empresas que aderirem a ele descontos de até 90% nos juros e multas de suas dívidas de ICMS. O parcelamento poderá ser feito em até 84 vezes. As reduções se aplicam somente aos juros e multas aplicados sobre a inadimplência, estando preservado o valor do imposto devido aos cofres públicos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Rosy

02 de maio, 2021 | 10:39

“Esses dinheiro era pra ser dado pras mães que cuidam sozinha dos seus filhos,e que agora com essa merreca de auxílio estão passando mais necessidade ainda,governo de merda esse??”

Indignada

01 de maio, 2021 | 09:41

“Como pode um absurdo desses?Pura zombaria...Parece que estão dsndo esmolas!Auxílio emergencial de 150 reais pra sustentar uma família e agora esses 500 reais que ao invés de ser parcelados pra ver se melhora a situação,vão ser pagos só em agosto....Eleitores convoco-os a olhar bem a atitude de vossos candidatos agora para não errar de novo na hora do voto!”

Envie seu Comentário