29 de abril, de 2021 | 13:16

Vale do Aço avança para Onda Amarela do Minas Consciente a partir do dia 1º

Arquivo DA/Foto ilustrativa
Fase ainda menos restritiva do Minas Consciente entra em vigor no dia 1º de maio Fase ainda menos restritiva do Minas Consciente entra em vigor no dia 1º de maio

A melhora nos indicadores possibilitou que, após 45 dias em fases mais restritivas, quatro macrorregiões, dentre elas o Vale do Aço, avancem para a Onda Amarela do plano Minas Consciente, permitindo medidas mais flexíveis para abertura do comércio e outras atividades. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (29) pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar o avanço da pandemia no Estado. Na semana passada, as cidades do Vale do Aço já haviam sido classificadas na Onda Vermelha, o que permitiu que atividades consideradas não essenciais fossem retomadas depois de mais de um mês na Onda Roxa.

Na Onda Amarela, alguns pontos são menos restritivos que a Vermelha, como maior capacidade de pessoas em eventos (100 em vez de 30), capacidade de pessoas por metro quadrado (10 na Vermelha e quatro na Amarela), dentre outros. Segundo o governo de Minas, nos últimos 14 dias, o Estado teve queda de 38% na incidência da covid-19. Na última semana, a redução foi de 13%.

Outras regiões

As regiões Norte, Triângulo do Norte, Vale do Aço e Jequitinhonha poderão seguir as normas da Onda Amarela a partir de sábado (1/5), após publicação no Diário Oficial de Minas Gerais. Também avançam para a Amarela as microrregiões de Curvelo, Patos de Minas, João Pinheiro, Carangola, Muriaé, Ubá, Cássia/Passos, Piumhi e São Sebastião do Paraíso. As localidades apresentaram quedas sustentadas na positividade e na incidência, além de redução na espera por leitos.

A macrorregião Nordeste também teve melhora nos indicadores e avançou para a Onda Vermelha do Minas Consciente. Assim, nenhuma região mineira se encontra na Onda Roxa, criada como medida emergencial em março para restabelecer a capacidade assistencial do sistema de Saúde.

Melhora

O governador Romeu Zema ressaltou que, embora ainda seja extremamente necessário manter os cuidados sanitários para evitar a propagação do vírus, o cenário é de melhora em todo o Estado e reflete o esforço dos mineiros nas últimas semanas. “As medidas restritivas da Onda Roxa foram penosas para todos, mas o nosso esforço, agora, aparece na queda considerável na incidência e no número de internações. Isso se refletirá, nas próximas semanas, em queda no número de óbitos, que é o principal objetivo”, disse.

O secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, afirmou que a positividade também caiu nas últimas semanas, assim como a pressão por leitos. Atualmente, o percentual de pessoas com sintomas gripais que testam positivo para covid-19 é de 39%. O número chegou a cerca de 50% no último mês. Já a fila de espera por um leito de UTI caiu de 211, no dia 22, para 179 nesta quinta-feira.

“Essa queda demonstra que o vírus está circulando menos na sociedade. Tivemos queda consistente no número de novos casos. Os dados indicam que o nosso pico foi no dia 15/4 e a Onda Roxa foi fundamental para que não tivéssemos uma alta muito pior do que a que vivenciamos”, defendeu.

Aulas

Além das atividades comerciais, as aulas presenciais foram outro ponto de ajuste na rotina dos municípios. Nas quatro cidades da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA), a retomada foi autorizada no início desta semana, com datas diferenciadas para cada caso/idade. No caso de Santana do Paraíso, somente as escolas particulares receberam aval, por meio de decreto. As escolas públicas municipais permanecerão com aulas na modalidade on-line/remota.

Quando a fase do plano era a mais restritiva, a Onda Roxa, a presença dos municípios não era facultativa. O que não ocorre nas demais ondas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Jack

29 de abril, 2021 | 20:28

“Gestão amadora... População irresponsável... Que fiasco....”

Ronaldo Torres

29 de abril, 2021 | 16:03

“Infelizmente a Educação em Ipatinga ñ é prioridade, agora bares são todos aberto e o que da lucro pro governo.”

Jorge

29 de abril, 2021 | 14:12

“Pode está na zona verde,o prefeito de ipatinga mg mantém as escolas fechadas,bares lotados sem distanciamento,os vereadores aprovaram um projeto de lei,que passa as escolas como essenciais,do jeito que está indo são 4 anos sem educação para as crianças na administração do prefeito Gustavo Nunes.”

Envie seu Comentário