28 de abril, de 2021 | 12:01

No aniversário de Santana do Paraíso, prefeito anseia por dias melhores e pede que a população seja perseverante

Thiago Duarte
Considerada uma das principais cidades da região, Paraíso tem população estimada em 35.369 pessoas Considerada uma das principais cidades da região, Paraíso tem população estimada em 35.369 pessoas
(Bruna Lage - Repórter do Diário do Aço)
Neste 28 de abril, o município de Santana do Paraíso celebra 29 anos de emancipação político-administrativa. Apesar do pouco tempo de “independência” de Mesquita, a cidade é considerada uma das principais da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA), sendo a única entre as quatro com um maior número de áreas para edificações de residências, indústrias e consequente crescimento da economia. Mesmo diante do momento desafiador na saúde, vivenciado em todo o mundo com a pandemia da covid-19, o prefeito Bruno Morato (Avante) deixa uma mensagem de perseverança para a população e pede que mantenha a fé em dias melhores.

Segundo informações contidas no site da prefeitura de Paraíso, emancipada em 28 de abril de 1992, a história da cidade, como de outros municípios do Vale do Aço, está diretamente ligada ao capitão francês Guido Marlière, que ajudou a desbravar áreas inóspitas na região, e que, por sua importância histórica, acabou inspirando nomes de cidades, ruas e avenidas. Marlière era devoto de Nossa Senhora de Sant’Ana, que emprestou nome e se tornou padroeira de alguns locais, entre eles Santana do Paraíso.

Guido Marlière chegou ao Brasil em 1808, acompanhando a corte de Dom João VI, que então fugia de Napoleão Bonaparte, e que acabou, 11 anos depois, nomeado comandante geral das Divisões Militares na região do Rio Doce, no Leste de Minas Gerais, incluindo o município de Santana do Paraíso. A cidade tem população estimada em 35.369 pessoas, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020.

Razões para celebrar

Bruno Morato, que está em seu primeiro mandato como prefeito, acredita que o aniversário da cidade deve ser sempre festivo. “É claro que é um momento de muita dificuldade, devido à crise na saúde e também na economia, mas tenho certeza que estamos arando este terreno que hoje é inóspito, para que a cidade colha bons frutos em breve. Então, minha análise é que temos motivos para comemorar, porque isso tudo vai passar e Santana do Paraíso será uma cidade grande e próspera”, vislumbrou.

Para ele, gerir um município como Santana do Paraíso tem sido um desafio diário. “Todos os dias a gente acorda sabendo que haverá uma missão difícil e árdua a ser enfrentada. Mas, por outro lado, é gratificante. Claro que em razão da pandemia a gente não pode circular nas ruas como gostaria. Mas todas as vezes em que saímos, encontramos pessoas que reconhecem o trabalho e o esforço da administração atual. E isso nos motiva a continuar e melhorar cada vez mais”, avalia.

Divulgação
Bruno Morato, que está em seu primeiro mandato, assegura que Paraíso terá boas notícias em breve Bruno Morato, que está em seu primeiro mandato, assegura que Paraíso terá boas notícias em breve
Pandemia

Questionado sobre quais desafios espera superar em 2021, Morato elenca a pandemia da covid-19 como o principal. “Superando a pandemia, as outras coisas se ajeitam. E nós tivemos muitas conquistas, conseguimos mais R$ 3 milhões em emendas parlamentares; estamos encaminhando uma base do SAMU a ser instalada em Santana do Paraíso; negociamos também com o Consaúde para que a sede do Consórcio e todas as especialidades venham para cá. Estamos resolvendo problemas históricos da cidade, como a falta d’água no bairro Cidade Nova”, pontua.

Bruno Morato acrescenta que sua gestão tem cuidado da questão do tratamento de esgoto. “Estamos em uma cidade com 0% de esgoto tratado, porém, nos próximos dois anos, teremos 95%, o que deverá ser o maior salto de qualidade no Brasil. E estamos encampando bem a luta pelo nosso aeroporto, que em breve terá a pista reformada. Continuamos lutando pela reforma do terminal, porque sabemos que isso vai trazer muito desenvolvimento para a nossa região”, salienta.

Decisões assertivas

Sobre o que fazer para que Paraíso se torne destaque no Vale do Aço, Bruno acredita que é preciso tomar as decisões certas, e pondera que muitas vezes não são as mais populares do ponto de vista político.

“É por isso que montei uma equipe técnica, que vai se importar pouco com a política e muito com os resultados, que é o que nós precisamos apresentar”, frisa. Ele vê três grandes eixos de desenvolvimento no município e que a equipe considera: a melhoria da infraestrutura do aeroporto, a ligação da BR-458 com a BR-381 (pista atrás do aeroporto) e a ligação da MG-232 com a BR-381 (Estrada da Coruja, mantida pela Cenibra).

“Nós estamos batalhando por estas melhorias estruturais, porque isso vai trazer muitos recursos para Santana do Paraíso, atraindo muitas empresas e empregos. O que deve melhorar consideravelmente a qualidade de vida da população. Além disso, nós sabemos que a expansão urbana da região vai ocorrer principalmente em nosso município, e nós estamos nos preparando para que cresça de forma sustentável. Ou seja, que esses novos empreendimentos e loteamentos sejam entregues mas junto com uma estrutura, em especial com equipamentos públicos, como unidades de saúde, creches e postos policiais, que é o que vai fazer a cidade ser grande e próspera”, prevê.

Próximo aniversário

Para 2022, o planejamento do prefeito é de muito trabalho. “Queremos, no próximo ano, ser uma cidade com mais oportunidades, mais organizada e limpa. Também temos um projeto na Praça de Eventos, no Centro, onde tradicionalmente se comemora o aniversário da cidade. É um projeto de R$ 1,1 milhão, para transformar aquela área em um parque, um equipamento público que vai valorizar muito a cidade. Então, tomando essas medidas, certamente ano que vem nós teremos mais motivos para comemorar do que este ano”, planeja.

Esperança e fé

Bruno Morato deixa uma mensagem para a população paraisense e pede que tenha fé, perseverança e que não se abata jamais. “Que todos os nossos munícipes tenham esperança. Tudo isso vai passar. Em breve, vamos poder estar todos juntos, com o comércio funcionando, e voltarmos com as atividades normalmente. Eu gosto muito de um lema jesuíta, que diz: ‘Trabalhe como se tudo dependesse de ti, e confie como se tudo dependesse de Deus’”, conclui.

Alex Ferreira

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário