26 de abril, de 2021 | 15:38

Familiares e amigos se despedem do pioneiro Erly Cunha

Reprodução
Erly Cunha foi um dos primeiros topógrafos de IpatingaErly Cunha foi um dos primeiros topógrafos de Ipatinga

O pioneiro ipatinguense Erly Cunha, que tinha 83 anos, faleceu no último sábado (24), em decorrência das complicações causadas pela covid-19. Ele tinha Alzheimer e estava internado no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga. Erly deixa a esposa Astrogilda, um filho e uma neta. Seu corpo foi sepultado ainda no sábado, no cemitério Parque Senhora da Paz, no bairro Veneza II.

Erly foi um dos primeiros topógrafos de Ipatinga, sendo responsável por trabalhar no desenvolvimento da avenida 28 de abril, no Centro da cidade. Ele chegou a Ipatinga em 1958, mas antes disso morou em Timóteo por um tempo e depois mudou-se para Itabira. Depois, acabou vindo para Ipatinga trabalhar na Usiminas por dez anos, onde atuou na área topográfica.

Depois da sua passagem pela Usiminas, Erly foi trabalhar na Prefeitura de Ipatinga, no setor de topografia, sendo o segundo topógrafo contratado. Ele foi responsável por ajudar na criação da avenida 28 de abril, no Centro de Ipatinga, e por traçar várias ruas da cidade.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Hugo Barros

26 de abril, 2021 | 20:24

“Não o conheci, mas conhecendo seu filho ,para mim já é o suficiente para julgar a grandeza e integridade desse homem! Meus sinceros sentimentos!”

Envie seu Comentário