26 de abril, de 2021 | 14:01

Ipatinga oferece programa para tratamento de asma

Divulgação
O atendimento infantojuvenil é oferecido nas Unidades Básicas de Saúde (UBS's)O atendimento infantojuvenil é oferecido nas Unidades Básicas de Saúde (UBS's)

A Secretaria de Saúde de Ipatinga oferece assistência e acompanhamento aos munícipes que enfrentam problemas de asma, por meio do Programa Respirar. O Programa infantojuvenil, que existe desde 2003, é desenvolvido em todas as Unidades Básicas e conta com profissionais capacitados das Equipes de Saúde da Família (ESF), que realizam o acompanhamento dos pacientes com consultas programadas. Já os atendimentos a pessoas adultas são realizados na Policlínica Municipal, mas somente após avaliação e encaminhamento das UBS’s, detalha a Secretaria.

A asma afeta milhões de pessoas no mundo todo. Estima-se que o Brasil tenha aproximadamente 20 milhões de asmáticos, sendo 22% desse público crianças e adolescentes.

A médica Priscila Jordaim Schwan Bondarenko, pneumologista pediátrica, informa ainda que os sintomas podem variar de intensidade numa mesma criança e também ao longo dos meses, sendo desencadeados por diferentes fatores como poeira, pelos de animais, mofo, cheiro de cigarro ou fumaça. “Em épocas mais frias e secas, os sintomas são mais frequentes, muitas vezes relacionados à permanência das pessoas por períodos mais longos em locais fechados, utilização de roupas por muito tempo guardadas, mudança brusca do tempo, gripe ou resfriado”, explica.

Muitos pais abandonam o tratamento quando a criança passa um período prolongado sem crises. Porém, o tratamento da asma deve ser regular, com avaliações, orientações e educação do paciente e seus responsáveis sobre a doença, visando sempre manter a melhor qualidade de vida possível e reduzir a necessidade de atendimentos em serviço de urgência.

"É fundamental que a família se engaje no tratamento, tanto na administração correta das medicações quanto implementações das mudanças necessárias no ambiente da criança para obtenção de melhores resultados", ressalta Priscila.

Asma e covid

Priscila reforça o alerta da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia de que as infecções virais são causas frequentes de crises de asma e, por isso, esses pacientes devem seguir cuidadosamente as medidas de restrição de contato social e higiene, especialmente os portadores das formas mais graves da doença.

Os pacientes com asma grave têm maior potencial de evoluir para quadros críticos da covid-19. Por isso, é importante não interromper o tratamento da asma.

Dia Mundial da Asma

O Dia Mundial da Asma é lembrado na primeira terça-feira de maio como uma data de conscientização sobre o controle da asma e prevenção das crises. Em 2021, a data será recordada no dia 4 de maio.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário