05 de abril, de 2021 | 15:59

Centro de Memória da Usiminas será instalado no prédio do Grande Hotel

Alex Ferreira/Arquivo DA
Novo espaço cultural de Ipatinga deverá ser aberto ainda neste anoNovo espaço cultural de Ipatinga deverá ser aberto ainda neste ano

A Usiminas anunciou nesta segunda-feira (05/04), que o prédio do Grande Hotel de Ipatinga irá abrigar o Centro de Memória Usiminas. A proposta de uso do espaço foi apresentada ao Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Ipatinga. Além de dar vida a um patrimônio arquitetônico da cidade, a expectativa é que o novo equipamento cultural reforce um conjunto de bens que foram recentemente restaurados pela Usiminas e entregues à população como a Academia Olguin, a Estação Pedra Mole e a Fazendinha.

O Centro de Memória, previsto para ser inaugurado ainda em 2021, irá abrigar, em caráter permanente, obras e objetos que contam a história da indústria do aço e da própria companhia, além de um acervo assinado por alguns dos principais nomes da arte brasileira, reunido pela empresa ao longo de quase seis décadas de operação. Sob coordenação do Instituto Usiminas, a linha curatorial do Centro já está em fase de elaboração por profissionais especializados. A iniciativa prevê, também, a instalação de um Comitê Consultivo com representantes de diversos setores da comunidade, para acompanhar e apoiar a execução do projeto, que terá como prioridade contribuir com a memória do Vale do Aço, do Estado de Minas Gerais e do país.

“Nossa proposta é dar uma nova vida ao Grande Hotel, que já é um patrimônio e referência de Ipatinga. Ao utilizar o espaço, hoje fechado para a visitação, queremos proporcionar às pessoas uma viagem ao passado, a vivência de momentos importantes para a formação da cidade como ela é hoje e um regaste da identidade da região. Hoje, ainda temos uma cidade jovem e convivemos com os pioneiros de sua construção. Mas é importante que tenhamos esse registro sempre em andamento para que esse legado se mantenha para as próximas gerações. É mais um presente que oferecemos à comunidade, mais uma forma de ampliarmos e incentivarmos o acesso à cultura”, afirma o presidente da Usiminas, Sergio Leite.

Grande Hotel

Localizado no bairro Castelo, o Grande Hotel Ipatinga foi construído pela Usiminas ainda durante a implantação da usina como importante espaço para hospedar empreendedores siderúrgicos, autoridades nacionais e internacionais, assim como para a realização de eventos. O projeto é do arquiteto Rafael Hardy e a inauguração ocorreu em 1961. O hotel funcionou até os anos de 1990 e foi tombado como patrimônio cultural municipal em 2000, sendo conservado pela Usiminas.

Instituto Usiminas

Responsável pela implantação do Centro de Memória Usiminas, o Instituto Usiminas foi criado em 1993 para atuar em iniciativas nas áreas cultural, esportiva e social. É responsável pela gestão de outros importantes equipamentos culturais em Ipatinga, como o Centro Cultural Usiminas, que conta com o teatro, a Galeria Hideo Kobayashi e a Biblioteca Central de Ideias, além do Teatro Zélia Olguin, outro patrimônio tombado do município. Desde sua criação, é responsável pela gestão dos patrocínios aos projetos apoiados pela Usiminas, por meio das leis de incentivo. Já foram mais de 2.500 projetos patrocinados nas áreas de cultura, esporte e social, num total de mais de R$ 350 milhões aplicados no período.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Fuad Jorge Najar

05 de abril, 2021 | 20:30

“? uma idéia excelente. Sugiro abrir um espaço para que cada área da empresa possa contar suas histórias e os feitos ou fatos relevantes.”

Gildázio Garcia Vitor

05 de abril, 2021 | 16:49

“Parabéns ao grupo Usiminas por esta iniciativa, a cidade merece este presente. Só espero que a "memória" daqueles que realmente construíram a Usina e a Cidade não caia no esquecimento, como, por exemplo, o 7 de outubro de 1963.”

Envie seu Comentário