02 de abril, de 2021 | 09:00

Mato toma conta de ciclofaixa no centro de Ipatinga e ciclistas pedem socorro à Vale

Alex Ferreira
Em vários pontos entre a portaria 2 da Usiminas e a entrada para o Vila Ipanema não há como passar pela ciclofaixa Em vários pontos entre a portaria 2 da Usiminas e a entrada para o Vila Ipanema não há como passar pela ciclofaixa

Usuários da ciclofaixa no acostamento da avenida Cláudio Moura, trecho urbano da BR-458 no Centro de Ipatinga que vai da Portaria 2 da Usiminas até a entrada do bairro Castelo, reclamam dos riscos de acidentes por causa do estreitamento da via, com o crescimento da vegetação à margem da Estrada de Ferro Vitória-Minas. Parte da vegetação está em área sob responsabilidade da Vale, o chamado cinturão verde que separa a linha férrea da cidade. A empresa promete uma solução.

A faixa é usada por pedestres e ainda por ciclistas, que têm nesse meio de transporte uma forma para se deslocar para o trabalho e também por pessoas que praticam esportes ou lazer em bicicletas.

Um dos usuários da pista, que não quis ser identificado mostra uma cicatriz no lábio superior, resultado de um acidente que sofreu há 15 dias. “Eu trafegava vindo do Vila Ipanema, quando um carro que não cheguei a ver o modelo veio e eu não tive outra solução a não ser jogar a bicicleta no mato. Vi a morte de perto”, relata o homem que presta serviços de jardinagem.

Alex Ferreira
Renan de Oliveira Silva pede que a poda seja feita com urgência e melhorada a sinalização da ficlofaixa Renan de Oliveira Silva pede que a poda seja feita com urgência e melhorada a sinalização da ficlofaixa
O ciclista Renan de Oliveira Silva, de 27 anos, praticava esporte na manhã de quarta-feira (31) e no trajeto sentido ao bairro Cariru teve que passar pela ciclofaixa. Ele relata que o acostamento ficou apertado com o crescimento da vegetação na lateral, o que deixou o tráfego de ciclistas pelo local sob risco constante. "É no local onde a gente passa para praticar esporte, mas é via usada por muitos trabalhadores aqui da região. A via precisa de uma poda e uma melhora aqui na sinalização", conclui.

Resposta da Vale

Procurada pelo Diário do Aço, a assessoria de Comunicação da Vale informou, por meio de nota, que a empresa realiza a manutenção contínua e periódica ao longo da linha férrea. “De todo modo, até a próxima semana, um técnico irá ao local para avaliar as intervenções necessárias no trecho sob responsabilidade da empresa e programar a poda dos galhos. Cabe destacar que parte da vegetação está localizada fora da faixa de domínio, motivo pelo qual a empresa acionará os órgãos competentes”, concluiu a nota.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Alexandre

05 de abril, 2021 | 10:48

“Realmente a vegetação está atrapalhando quem passa de bicicleta ou até mesmo correndo, às vezes disputando espaço com outros ciclistas, fora os carros que param no acostamento de vez em quando. A poda desse cinturão verde tem que ser constante na minha opinião.”

Cleunice Pereira Albano

04 de abril, 2021 | 19:19

“gente esta tendo um equívoco! isso é acostamento! nao é uma ciclofaixa.”

Eberty

02 de abril, 2021 | 21:31

“Parei de passar neste trecho, além do risco de atropelamento se vc estiver de bike a probabilidade de ser atingido por galhos e espinhos aumentou muito.
E tudo isso a poucos metros da prefeitura ...”

Chico Bento

02 de abril, 2021 | 09:23

“Sempre foi a prefeitura que podou esses matos aí...depois que trocou o governo acho que o novo prefeito entende que não é área da prefeitura e aí tá do jeito que tá.”

Carlos Roberto Martins de Souza

02 de abril, 2021 | 09:19

“Estamos num país sem lei, e estes tais motoqueiros são um bando de sem educação, marginais, para eles vale a lei do cão, e se você reclamar destes vândalos, você ainda escuta muitos palavrões. Cadê a polícia? Cadê as leis?”

Chora Chora

02 de abril, 2021 | 09:03

“Vorta Nana.....”

Envie seu Comentário