08 de março, de 2021 | 17:33

Grupo ''Mulheres que Lutam'' realiza intervenções relacionadas ao Dia Internacional da Mulher

Divulgação
Ação realizada nesta segunda-feira (8) na praça dos Três Poderes, no Centro de IpatingaAção realizada nesta segunda-feira (8) na praça dos Três Poderes, no Centro de Ipatinga

Na semana em que é lembrado o dia de luta das mulheres, o grupo Mulheres que Lutam preparou algumas intervenções na praça Três Poderes, nesta segunda-feira (8), para rememorar a data. A maioria das manifestações se dará virtualmente, pelo impedimento de aglomerações nas ruas.

Um varal com peças de roupas femininas, manchadas de vermelho, está armado na praça, onde fica até o dia 18. A obra da artista Denise Maria, intitulada “O que fica?” lembra a violência física que afeta as mulheres cotidianamente. “Nós nos perguntamos: o que fica após a violência, após a denúncia? Muitas vezes a situação permanece, ou seja, as mulheres não conseguem romper o ciclo de violência a que são submetidas. Essa exposição é aberta e qualquer mulher pode trazer sua contribuição, acrescentar uma peça para expressar sua situação”, relata Denise.

Outra intervenção simbólica retratava duas mulheres, profissionais da saúde e da educação, amarradas com coleiras, puxadas por um homem que usava uma faixa presidencial, representando o poder político, que exclui as mulheres desses espaços. “Como era uma intervenção aberta, ao fim as mulheres foram desamarradas e tiradas do domínio do homem e juntas saíram em marcha, na busca de um mundo sem violências e opressões às mulheres”, conta Natália Fonseca, integrante do Coletivo Mulheres que Lutam.

Além dessas atividades, há alguns outdoors alusivos ao dia de luta das mulheres e outras serão feitas virtualmente durante todo o mês de março. “Nós estamos enfrentando tempos difíceis, não podemos juntar nossas vozes nas ruas. Contudo, não podemos deixar de fazer essas atividades, que são de resistência e esperança. Somos muitas, vivenciando situações diversas e acreditamos que o mais importante é levantarmos umas às outras e caminharmos juntas, lutando por uma sociedade mais igualitária”, conclui Cida Lima, que também compõe o Coletivo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Tuani

09 de março, 2021 | 14:15

“Muito importante relembrar que 8 de março é dia de luta! Parabéns à todas mulheres que lutam!”

Envie seu Comentário