03 de março, de 2021 | 11:34

Online e em cena, teatro e cinema

Espaço Cultural Casa Laboratório promove nova edição do Movimento Contra a Cena

O Espaço Cultural Casa Laboratório realiza nesta quinta (4) e sexta-feira (5) a 9º Edição do “Movimento Contra a Cena”, por meio do qual o público assiste espetáculos que pesquisam a linguagem e a investigação artística, incluindo um bate-papo sobre o processo criativo da obra. Serão exibidos dois espetáculos em sessão única, sempre às 21h.

O curador do festival, João Carlos Cardoso, e o diretor artístico, Diego Martins, explicam que “a possibilidade de promover esses encontros online trocando experiências com outros artistas do teatro brasileiro tem sido uma alavanca para as inciativas do Espaço Cultural Casa Laboratório em todo o país”.

Elenize Dezgeniski/Divulgação/ACS ECCL
Descartes Com Lentes baseia-se em um conto do poeta Paulo LeminskiDescartes Com Lentes baseia-se em um conto do poeta Paulo Leminski
Desde o início da pandemia, o espaço manteve a programação cultural em formato virtual e continua se reinventando diariamente, uma vez que ainda não há previsão para que a sala de espetáculos do projeto possa receber público.

Descartes
Nesta quinta-feira (4), o Movimento Contra a Cena apresentará a Companhia Brasileira de Teatro com o espetáculo “Descartes Com Lentes”, um exercício cênico criado em 2009, que leva ao palco um conto do escritor curitibano Paulo Leminski, interpretado por Nadja Naira e dirigido por Marcio Abreu, um dos criadores do grupo.

No texto, Leminski imagina uma hipotética vinda do filósofo francês René Descartes ao Brasil, a convite do conde Maurício de Nassau. Junto com sua comitiva, repleta de cientistas, naturalistas, desenhistas e pintores, Descartes tenta desvendar e descrever as excentricidades e belezas do país tropical, ou seja, filosofa sobre o Brasil e o modo de vida do seu povo.

Vaga Carne
Na sexta-feira (5) será a vez da consagrada atriz, diretora e dramaturga Grace Passô, com o filme/peça “Vaga Carne”, um campo de jogo entre palavra e movimento, onde um corpo de mulher vive a urgência de discurso, procura identidades e pertencimento.

Divulgação/ACS ECCL
Grace Passô levou do palco para o cinema a montagem Vaga CarneGrace Passô levou do palco para o cinema a montagem Vaga Carne
Em sua narrativa, uma voz errante, capaz de invadir qualquer matéria sólida, líquida ou gasosa, resolve, pela primeira vez, invadir o corpo de uma mulher e, a partir daí, traça uma jornada de autoconhecimento, narra o que sente e o que finge sentir, o insondável em si, o que sua imagem é para o outro, que vê o que seu corpo significa enquanto construção social.

O filme é uma transcrição da peça teatral Vaga Carne para a linguagem cinematográfica. Grace Passô cria em parceria com artistas e companhias teatrais, tem textos publicados pelas editoras Cobogó e Javali. Fora do Brasil, seus textos foram traduzidos para o francês, espanhol, alemão, mandarim, inglês e polonês.

A exibição dos espetáculos será no canal do Casa Laboratório no Youtube, seguidos de bate-papo com os artistas pelo @casalaboratoriomg (Instagram). Mais informações sobre o Espaço Cultural Casa Laboratório, agenda e projetos podem ser obtidas por meio do telefone (31) 98662-3522 ou pelo e-mail [email protected]

O Espaço Cultural Casa Laboratório e o Movimento Contra a Cena têm patrocínio da Usiminas (Lei de Incentivo à Cultura de Minas Gerais) e apoio do Instituto Usiminas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário