23 de fevereiro, de 2021 | 13:49

Prazos para segunda parcela do IPVA terminam nesta quarta-feira

Arquivo DA
O contribuinte que deixar de acertar o IPVA nos prazos corretos paga multa de 0,3% ao dia, até o 30º dia, e 20% após esse período, além dos juros O contribuinte que deixar de acertar o IPVA nos prazos corretos paga multa de 0,3% ao dia, até o 30º dia, e 20% após esse período, além dos juros

Conforme calendário definido pelo Detran-MG, a segunda parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2021, para aqueles que não quitaram o tributo em cota única, começou a vencer na última quinta-feira (18), em Minas Gerais, para veículos com finais de placa 1 e 2.

A escala segue até esta quarta-feira (24), sendo concluída com os finais de placa 9 e 0. A terceira cota deve ser paga no mês de março, nas mesmas datas, alerta a administração municipal de Ipatinga.

Conforme o último Censo do IBGE, em 2018 Ipatinga contava com uma frota de 151.099 veículos, a oitava maior do Estado, à frente de Divinópolis (141.585) e Governador Valadares (137.171), só superada por Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Juiz de Fora, Uberaba, Montes Claros e Betim. No país, a frota ipatinguense ocupava o 102º lugar.

Aumentos e descontos

Aqueles que pagaram o imposto em conta única, em suas respectivas datas-limites da primeira parcela, receberam um desconto de 3%. E aqueles que entraram na classificação de Bom Pagador, com dois anos consecutivos de liquidação do IPVA de uma só vez, receberam 6% de desconto.

É importante que os proprietários de veículos atentem para o fato de que os atrasos representam significativo inflacionamento dos valores. O contribuinte que deixar de acertar o IPVA nos prazos corretos paga multa de 0,3% ao dia, até o 30º dia, e 20% após esse período, além dos juros (taxa Selic).

Para onde vai o dinheiro

Do total da arrecadação, 20% são direcionados ao Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), sendo os 80% restantes divididos em partes iguais entre o Estado e o município de emplacamento, que deve corresponder ao local de domicílio ou residência de seu proprietário.

O destino do dinheiro compõe o orçamento anual de cada região, e esses valores vão para várias áreas de atuação do Estado e das prefeituras, dentre as quais, a saúde, a segurança pública e a infraestrutura do trânsito.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]iariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Guima

23 de fevereiro, 2021 | 23:48

“O valor do IPVA é um absurdo e o montante como sempre a maior parte é desviado em corrupção.”

Envie seu Comentário