18 de fevereiro, de 2021 | 14:38

Como escolher os melhores fundos de investimentos?

Laura Bartelle *

“Toda gestora deve divulgar a lâmina atualizada de cada fundo em seu site”

Fundos de investimentos são ótimas opções para quem deseja investir no mercado financeiro de forma diversificada, além de ter a vantagem de poder escolher um gestor de confiança para a tarefa de comprar e vender ativos.

Segundo a Anbima - Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, no mês de outubro, o patrimônio líquido dos fundos de renda fixa com investimento no exterior era de R$ 3,7 bilhões, número 381% maior do que em outubro do ano passado. Nos fundos multimercados com investimento no exterior, o montante chegou a R$ 532,5 bilhões no mesmo mês, uma alta de 25% em relação a outubro de 2019. Já nos fundos de ações com investimento no exterior, o patrimônio atingiu R$ 86 milhões, alta de 9% na comparação anual. Veja, abaixo, dicas e os cuidados ao escolher o melhor fundo de investimento.

1. Verifique a lâmina do fundo: Acesse o site da gestora e procure pela lâmina, apresentação que traz diversas informações relevantes sobre a empresa como tempo de atuação da casa e de atuação do gestor do fundo, além da rentabilidade dos últimos anos, composição da carteira e nível de risco do fundo. Verifique a variação mês e a mês e ano a ano, as maiores oscilações, o tempo de gestão do fundo, a volatilidade em comparação com o benchmark, índice de referência usado para avaliar o desempenho de uma aplicação. Como foi o desempenho do fundo em diferentes ciclos do mercado? Houve consistência e recuperação em crises? Toda gestora deve divulgar a lâmina atualizada de cada fundo em seu site.

2. Estude o gestor: Leia também sobre a história do gestor do fundo. O que o gestor estava fazendo antes de administrar esse fundo? Quais outros fundos geriu? Ele tem ampla experiência? Analise também as lâminas de outros fundos em que o gestor atuou. Não basta analisar a gestora atual em quem vai investir. É preciso estudar bem o perfil de quem irá administrar o seu dinheiro.

3. Defina o seu perfil: Analise o seu perfil e que tipo de investidor você é. Conservador, moderado ou arrojado? Quer investir no longo prazo? Avalie o seu perfil para saber em qual tipo de fundo investir. Caso tenha um perfil mais conservador e avesso a riscos, o ideal é apostar em um fundo de renda fixa. Se está disposto a investir de forma mais arriscada, vale partir para o fundo de ações ou multimercado.

4. Invista sempre, sem pressa e sem pausa: Entenda que investir precisa ser um processo. Tudo na vida leva um tempo. A melhor hora de começar é sempre, pois o mercado é ascendente no longo prazo. Sem pressa porque pode vir uma crise e estes são os piores momentos para resgatar. E sem pausa, pois sempre que vem uma crise as ações caem e geram oportunidades pra você comprar bons negócios a preços mais atrativos.

* Especialista em investimentos e sócia da 051 Capital / @laurabartelle
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário