27 de janeiro, de 2021 | 14:54

Idoso de 65 anos é preso pelo Gaeco no bairro Ideal por pedofilia

Investigações já identificaram duas vítimas do homem, uma menina de 10 anos e outra de 11

O homem investigado por pedofilia foi preso na tarde dessa quarta-feira, no bairro Ideal O homem investigado por pedofilia foi preso na tarde dessa quarta-feira, no bairro Ideal

A equipe do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Regional Ipatinga, formada por policiais militares, civis e com acompanhamento do Ministério Público, cumpriu na tarde desta quarta-feira (27) mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Ipatinga contra um homem de 65 anos, investigado pela prática de pedofilia.

A reportagem do Diário do Aço apurou que E.A.C., morador do bairro Ideal, já foi Comissário de Menores em Ipatinga (e exercia a atividade de “agente voluntário de proteção à criança e ao adolescente”, função delegada pelo Juízo da Infância de Juventude de Ipatinga), é fundador de um grupo de motociclistas e atuava como dirigente de uma igreja no bairro Ideal, função da qual já tinha sido afastado esse mês, em função da descoberta de um dos casos.

Na residência do investigado foram apreendidos telefones celulares e computadores, que serão submetidos à perícia. Entretanto, a reportagem do DA apurou que policiais encontraram nos equipamentos vídeos e fotos feitas pelo homem enquanto praticava atos sexuais com crianças.

Uma das vítimas é uma menina de 10 anos e as imagens foram feitas no fim de 2020. “As provas são essas imagens encontradas e que serão todas catalogadas e anexadas ao relatório da investigação”, informou um dos policiais envolvidos no trabalho. O nome do investigado não foi divulgado pelos policiais, porque trata-se de um caso ainda em andamento.

O pedófilo foi preso por força de ordem judicial expedida pela 2ª Vara Criminal de Ipatinga. Com as primeiras provas levantadas pela investigação, o Ministério Público representou pela prisão preventiva do homem, e também expediu contra ele um mandado de busca e apreensão.

Vítimas e investigação

As investigações levantaram informações a respeito de duas vítimas até agora, uma menina de 10 anos e outra de 11 anos. Ambas são filhas de pessoas do âmbito da família do pedófilo e conhecidos da igreja na qual E.A. atuava como dirigente.

O caso veio à tona quando a mãe descobriu o crime e procurou o pastor de sua igreja para pedir providências. Contou a mãe que, no dia 9 de janeiro deste ano, ao verificar o aparelho celular da filha, de 11 anos, a mulher percebeu que o idoso mantinha conversas de cunho sexual com a criança pelo WhatsApp. O pastor então afastou o homem do grupo da igreja por meio do qual ele mantinha contato com várias crianças. Por causa dessa situação, o "Grupo de Crescimento" foi extinto, conforme relatou uma das testemunhas aos policiais do Gaeco.

Depois dessa situação, a mãe tomou a iniciativa de acionar a polícia, na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, e o caso foi levado ao Ministério Público da Infância e Juventude.

Ao ser preso, o homem confessou que teve mesmo a conversa de cunho sexual com a menina, mas negou que tenha mantido qualquer contato físico com a criança.

Na casa do investigado a polícia encontrou, além dos arquivos de computador com amplo conteúdo pornográfico, vários potes com balas e pirulitos, em um ambiente com aparência de ser um local de atração de crianças. Os policiais que atuam no caso não descartam a possibilidade de outras vítimas. Qualquer suspeita deve ser informada ao Ministério Público da Infância, que funciona na avenida Japão, no bairro Cariru.

Família

A esposa do investigado estava na residência, no momento da prisão, e disse que já esperava a chegada da polícia e também sabia da conversa do marido com a criança pelo WhatsApp. A mulher informou que o caso já tinha sido levado ao pastor da igreja do qual a família participa e que o pastor tinha afastado o homem de um grupo voltado ao público infantil. Esse grupo de crianças reunia-se diariamente na casa do investigado.

Com a autorização judicial, ao extrair um vídeo em um dos aparelhos eletrônicos, os policiais descobriram uma segunda vítima, também uma menina, fazendo sexo oral no investigado. Essa segunda vítima também já foi identificada pelos agentes do Gaeco. Depois de ser ouvido na tarde dessa quarta-feira, o homem será encaminhado ao sistema prisional e aguardará, encarcerado, o andamento da investigação.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Tático Móvel

30 de janeiro, 2021 | 23:23

“Sempre as mesmas pessoas cometendo o mesmo crime do abuso sexual infantil e sempre os pais e mães NÉSCIOS que confiam 100% em Pastor, Padre, Professor, Médicos e outras autoridades.
Desde Grécia antiga e Roma atual, estes hábitos são como afrodisíacos e quando se torna vício, todas as crianças sofrem.
É dever dos pais saberem com quem seus filhos se relacionam e NUNCA DEIXEM OS FILHOS AS SÓS COM HOMENS CHEIOS DE BONDADE, ESTES SÃO OS DEMÔNIOS ENTRE NÓS!”

Anonimo

28 de janeiro, 2021 | 22:37

“vai entender um crime que muitos que estao envolvidos no crimes nao cometem e sempre pessoas ligadas na sociedade e ate mesmo religiosos estao cometendo esta pessoa ha mais de 10 anos conheço ele na linha de frente envolvidos com criança e adolescente e ate mesmo na igreja que ele frequentava era na mesma situaçao, espero que sejam apenas esta duas mas pelo tempo dele na atividades devem aparecer outras inocentes, misericordia e que a justiça seja feita.”

João

27 de janeiro, 2021 | 23:12

“As nossas lei e muito vagabunda só favorece os vagabundos eu acho que pra uma situação dessa deveria fazer a castração dessas pessoas assim talvez mude se não mudar deveria ter pena de morte para umas merdas dessas só assim as vezes mudaria alguma coisa”

Anônimo

27 de janeiro, 2021 | 20:33

“Esse homem é pior do que eu imaginava... Além de mexer com mulheres casadas, rouba a dignidade de crianças e ainda diz ser cristão. Que Deus tenha misericórdia dessas meninas que foram abusadas. Que seja feita justiça.”

Revoltada

27 de janeiro, 2021 | 18:49

“A Lei de abuso sexual deveria mudar, não deveria prescrever com 20 anos. Muitas vítimas só terão noção de que sofreram abusos na idade adulta , pois não foram instruídas na infância.”

O Rappa

27 de janeiro, 2021 | 16:10

“Um comissário de menoreS q atuava na rodoviária de Ipatinga tbm abusou de mim qd era criança. Na época eu tinha 11 anos. Hj. Estou com mais de 40 anos. Fazer o quê né”

Envie seu Comentário