30 de dezembro, de 2020 | 13:44

Pierre Cardin: morre um ícone

Wagner Penna lamenta a morte de um dos maiores personagens do mundo da moda

PIERRE CARDIN
O final do ano fashion de 2020 foi marcado pela morte do estilista Pierre Cardin, o nome da moda mais conhecido pelo grande público mundo afora. Em seus 70 anos dirigindo e criando moda, ele foi um personagem que, de fato, promoveu grandes avanços no setor.

Divulgação
Pierre Cardin e algumas de suas criaçõesPierre Cardin e algumas de suas criações
Cardin saiu da exclusiva e cara alta-costura para colocar seus vestidos em lojas de departamento parisienses, assim como emprestou a sua marca para design de carros, móveis, casas e muito mais.

O interessante da vida de Cardin (nascido na Itália, indo viver na França desde a adolescência) é que fez coisas extremamente visíveis, mas que às vezes eram pouco percebidas.

Divulgação
Uma delas foi o famoso terninho dos Beatles (aquele com gravata fina), as primeiras camisas masculinas assinadas por um costureiro feminino, a proposta de moda futurista e sem link com o passado. Um revolucionário.

Valendo bilhões de euros, seu império continuará sendo dirigido por um sobrinho, que já o acompanhava nos últimos anos. Muitos apostam que uma parte dos negócios será vendida agora, para atender as exigências de um mercado fashion que gira cada vez mais em torno de poderosas ‘holdings’.

Divulgação
Pierre Cardin adorava o Brasil e esteve aqui por várias vezes. Chegou mesmo a ter um restaurante no Rio, inaugurado com a conhecida pompa e circunstância francesa. Até papel em filme brasileiro ele fez, com cenas filmadas no Nordeste.

Assim, gloriosamente como viveu, Cardin se foi, aos 98 anos de vida muito bem vividos que entraram para a história.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário