28 de dezembro, de 2020 | 14:42

Faixas extras de Brasileiro Nato

Artista ipatinguense dá sequência ao lançamento do seu quarto disco

Cantando histórias e a beleza das relações, Olivêra está de volta e fecha o lançamento de seu quarto trabalho autoral, Brasileiro Nato, que reforça a relação do artista com a música tupiniquim, ao incorporar gêneros e sonoridades, consolidando-se como um cantor e compositor popular.

Parceria com a violeira Letícia Leal, Brasileiro Nato foi lançado no dia 11 de dezembro, nas plataformas de streaming, e agora está disponível também no Youtube, com seis conteúdos extras no formato de vinhetas, totalizando 11 faixas no formato de lyric vídeos, além do disco completo.

Reunindo canções delicadas, minimalistas, sutis e poéticas, construídas a partir da estética marcante da viola caipira, Brasileiro Nato traz toadas, cantigas, baladas, cirandas e folias, com traços de música caipira, blues, rock, folk, maracatu e MPB, mais elementos cênicos e experimentais, marcas do compositor.

Estrela do Carmo/Divulgação
Brasileiro nato: canções construídas a partir da estética da viola caipiraBrasileiro nato: canções construídas a partir da estética da viola caipira
Todos os vídeos foram produzidos por Olivêra e a videomaker Estrela do Carmo, responsável pela fotografia, edição, animação em motion graphics, cor e atuação, em peças que podem ser consideradas uma sequência do filme Canções Ingratas – uma cinepoesia, primeira parceria da dupla.

Brasileiro Nato
Com produção e direção artística de Olivêra, técnica de Fred Mucci e arranjos em parceria com Letícia Leal, Brasileiro Nato tem cinco faixas inéditas e cinco vinhetas, que firmam uma narrativa existencial e traçam uma noção de brasilidade pautada na pluralidade, autoestima, alegria, simplicidade e igualdade, consolidando sua crônica punk tropicalista.

Outra característica dos trabalhos de Olivêra são os vocais femininos, presentes em Brasileiro Nato nos duetos com Rayana Toledo (Fita Amarela), em Tatuagem Amarela; Mayra Tardeli (Carona do Amor), em Benzinho; Drica Mitre (Djalma não entende de política e Bloco Pisa na Fulô), em Bom perna de pau, e Bruna Carvalho (Braba), em Pegadas de Sóis.

Além disso, há um coro festivo em Vestimenta de Eloah, que conta com Daniel Melão (Havayanas Usadas e Bloco Faraó), na percussão. Outra participação especial é a de Rafael José (Juventude Bronzeada e A Fase Rosa), no violão de aço, em Benzinho.

O trabalho bebe na fonte de artistas como Sá, Rodrix e Guarabyra; Geraldo Azevedo; Zé Geraldo; Chico César; Novos Baianos; Secos e Molhados; Tetê Espíndola; Mônica Salmaso; Karnak; Rafael Castro; Crosby, Stills, Nash & Young; e Bob Dylan, além dos clássicos de Almir Sater; Pena Branca e Xavantinho; Tião Carreiro e Pardinho.

Brasileiro Nato tem ilustrações de Estrela do Carmo, que divide o projeto gráfico do trabalho com o próprio Olivêra. O disco está disponível em https://open.spotify.com/album/2jqJc5AnNuKzg6okkhcwVD?si=GASbrKaXSC21vWd6WB5fhQ.

Olivêra
Natural de Ipatinga, Olivêra tem 34 anos, é violonista, contrabaixista, produtor musical e jornalista. É o vocalista do bloco carnavalesco Tchanzinho Zona Norte e compositor do hino do bloco, destaque na capital mineira. Em novembro de 2019, lançou seu primeiro filme, Canções Ingratas - uma cinepoesia, produção independente em parceria com Estrela do Carmo.

Trilogia Imperfeita
Olivêra já lançou Teimoso, vaidoso e outros defeitos mais (2017), Canções Ingratas (2018) e Esqueça a cortesia, rasgue a poesia (2019), ainda usando a alcunha de Marcos Sandália & Meia. A trilogia destaca-se pela linguagem simples, apaixonada, irônica e nostálgica, um verdadeiro brega-rock-jovem-guardista-conceitual,

Baladas românticas, grooves emocionais, blues cafajeste, folk-rock, bossa/jazz e traços de experimentação, é possível identificar tudo isto nesta obra autoral, simples sem ser banal. O trabalho está disponível nas principais plataformas digitais.

CONTATOS COM O ARTISTA:
[email protected]
www.olivera.com.br
(31) 99287-3823
Instagram | Facebook | Youtube
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário