24 de novembro, de 2020 | 13:35

Em Fabriciano, 40% dos alunos retornaram às aulas presenciais

Divulgação
Volta presencial do ensino foi decidida após consulta aos pais, que aprovaram o retorno, e sob orientação do Conselho Municipal de EducaçãoVolta presencial do ensino foi decidida após consulta aos pais, que aprovaram o retorno, e sob orientação do Conselho Municipal de Educação

Coronel Fabriciano retomou as aulas presenciais na segunda-feira (23). Segundo balanço da Secretaria de Governança Educacional, 40% dos alunos atenderam ao chamado e frequentaram as escolas. O secretário, Carlos Alberto Serra Negra, considerou positivo o retorno e dentro do esperado. Para ele, a tendência é de que a frequência cresça gradativamente no decorrer da semana conforme a informação chegue aos pais e responsáveis.

“A segurança que estamos oferecendo é que dará confiança aos pais para encaminharem os alunos. Devemos lembrar ainda que o retorno abrange adolescentes, que em muitos casos arrumaram emprego para ajudar os pais durante a pandemia e agora terão de se adequar à realidade. Então teremos que ter paciência”, ressalta Serra Negra.

Para retomar as aulas, a secretaria informa que implantou um rígido protocolo como forma de proteger os alunos e servidores que já vinham fazendo atividades, e evitar ao máximo a contaminação pelo novo coronavírus. Todos usam máscara e tem a temperatura aferida na entrada da escola, higienização das mãos com uso do álcool gel e são no máximo 14 alunos por sala.

O acesso ao banheiro é controlado, apenas um por vez. O distanciamento durante o recreio também é obrigatório e toda criança com estado febril retorna para casa e a família é alertada para que procure a Unidade Referência em Coronavírus imediatamente.

Segundo o prefeito, Marcos Vinicius, a volta presencial do ensino foi decidida após consulta aos pais, que aprovaram o retorno, e sob orientação do Conselho Municipal de Educação, que acompanha os estudos e as práticas pedagógicas desde o começo das atividades não-presenciais em maio. O prefeito ressalta ainda que a medida está alinhada à decisão do STF que, julgando ação do município sobre o assunto, proferiu autoridade à administração em relação à covid-19.

“Nós já temos consciência que a doença veio para ficar e o nosso sistema de saúde foi preparado. E o STF reconheceu semana passada a particularidade do município em tomar as decisões no combate e enfrentamento à covid 19. Temos que lembrar que o nosso município manteve o calendário escolar com as aulas remotas, então agora já estamos preparando o encerramento das atividades, garantir as férias para as crianças e retomar o ano de 2021 um pouco mais cedo, em janeiro”, disse Marcos.

Escolas
O retorno presencial abrange alunos dos anos finais do Ensino Fundamental, do 6º ao 9º anos, e da EJA em sistema de rodízio. Uma turma tem aulas segunda, quarta e sexta e outro grupo, terça e quinta-feira, invertendo a ordem na semana seguinte.

Semanalmente, a Secretaria fará uma avaliação do impacto da medida para decidir em conjunto com a Secretaria de Saúde se manterá as aulas, ampliará o grupo de alunos ou se suspenderá novamente diante de um eventual aumento de notificações. Escolas municipais abrangidas são: Argeu Brandão; Paulo Franklin; Nicanor Ataíde; Maria das Graças Ferreira e Maria da Conceição Ataíde – Cocais. E também os alunos do segundo segmento da Educação de Jovens e Adultos/EJA (5ª a 8ª série), oferecido em três escolas: Argeu Brandão; Vereador Paulo Franklin e Raimunda Coura de Barcellos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário