22 de novembro, de 2020 | 09:00

Ainda cheio de desfalques, Atlético enfrenta o Ceará no Castelão

Bruno Cantini
A boa notícia para o Galo é a volta do zagueiro paraguaio Junior AlonsoA boa notícia para o Galo é a volta do zagueiro paraguaio Junior Alonso

O surto de covid-19 que desfalcou o Atlético na derrota para o Athletico-PR, no meio de semana, também vai deixar o time desfigurado neste domingo (22), quando enfrenta o Ceará pela 22ª segunda rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será no Castelão, às 16h.

O clube tem mais de 20 funcionários infectados com o novo coronavírus, entre eles, o técnico Jorge Sampaoli e toda a sua comissão técnica, além dos titulares Everson (goleiro), Jair (volante), Réver (zagueiro), Guga (lateral-direito), Allan (volante) e Eduardo Vargas (atacante). Outro que também está com covid-19 é o volante Alan Franco, que foi diagnosticado enquanto servia à seleção do Equador durante as Eliminatórias da Copa do Mundo.

Dos não titulares absolutos, quem também contraiu a doença foi o goleiro Victor, o zagueiro Gabriel e o atacante Sávio.

Conforme o protocolo sanitário montado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os atletas infectados só podem voltar a jogar após dez dias de isolamento. Porém, para que seja seguido esse cronograma, é necessário que o profissional não tenha apresentado sintomas da doença, como febre e falta de ar. Segundo o Atlético, este período pode ser estendido por 14 dias.

Levando em conta o possível período de afastamento, os titulares estariam disponíveis apenas no início de dezembro. Com isso o Galo fica desfalcado por três jogos: o duelo contra o Athletico-PR, que já passou e os jogos contra Ceará (21/11) e Botafogo (25/11).


Retornos e escalação

Apesar da série de desfalques pela covid-19, a equipe contará com a volta do zagueiro Junior Alonso e do meia-atacante Savarino, que estavam defendendo as seleções do Paraguai e Venezuela. Eles se reapresentaram na Cidade do Galo na quinta-feira (19).

Quem comanda o time à beira do gramado, mais uma vez, é Leandro Zago, treinador do time de transição do Atlético. Sob orientação de Sampaoli, ele deverá escalar Rafael; Talison, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Wesley, Nathan e Zaracho; Savarino, Sasha e Keno.

O Atlético é o líder do Campeonato Brasileiro com 38 pontos e o Ceará ocupa a 14ª posição, com 24 pontos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]r

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário