18 de novembro, de 2020 | 11:00

Recuperada carga de cosméticos roubada avaliada em quase R$ 1 milhão

Um homem foi preso na ação e carreta baú roubada foi recuperada com a carga

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperaram uma carreta baú roubada com uma carga de cosméticos avaliada em quase R$ 1 milhão.

Os policiais faziam fiscalização no km 871 da BR-381, em Pouso Alegre na noite de terça-feira (17), trecho do município de Pouso Alegre (MG), quando abordaram uma carreta cujo caminhão-trator portava placas de Vinhedo (SP).

Durante a inspeção veicular foi constatado que o semi-reboque (carreta-baú) tracionado ostentava placa falsa, e que o veículo original era o mesmo roubado pela manhã no município de Carmópolis de Minas (MG).

Diante da descoberta, os agentes vistoriaram o interior do veículo onde foi encontrada a carga de cosméticos roubada que, segundo os documentos fiscais, está avaliada em R$ 940.512.

O motorista do veículo afirmou que receberia R$ 1 mil para fazer o transporte da carga, não detalhando quem seriam os mandantes da ação.

Junto à carga recuperada havia um equipamento bloqueador de sinais de alta frequência (conhecido como Jammer). Perante o exposto, o autor, os veículos e a carga foram encaminhados para a Polícia Civil de Pouso Alegre.

Divulgação PRF
Carga de cosméticos roubada com uma carreta-baú foi recuperada na BR-381 Carga de cosméticos roubada com uma carreta-baú foi recuperada na BR-381

Divulgação PRF
Veículo foi parado em Pouso Alegre, no Sul de Minas, quando foi verificado que baú tinha placas falsas Veículo foi parado em Pouso Alegre, no Sul de Minas, quando foi verificado que baú tinha placas falsas

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário